VIII Corrida UESC

15 de junho de 2019, 08h00 - 12h00

Campus Soane Nazaré de Andrade, Ilhéus, BA

Sobre

APRESENTAÇÃO


A VIII Corrida da UESC é um evento tradicionalmente promovido pelos discentes do 5º semestre do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), como atividade de ensino referente à disciplina Administração e Organização em Educação Física e Esporte (CIS 333).

Esse evento tem como objetivo específico à prática do gerenciamento de pessoas e recursos materiais, o trabalho em equipe e a divisão de tarefas. Dessa maneira, a execução das ações deve ocorrer conforme o planejamento das Comissões com responsabilidade, habilidade no trato com o público, motivando o interesse e a harmonia esportiva.

A VIII Corrida da UESC promoverá uma articulação entre o esporte e o público local, em uma perspectiva de incentivo à prática de exercício físico através dessa modalidade. Além disso, busca a aproximação dos organizadores com a comunidade, a fim de proporcionar uma alternativa de lazer para os praticantes e espectadores do evento, bem como, a aplicação e vivência prática dos conhecimentos adquiridos ao longo da disciplina.

A corrida realizada no campus da UESC é um evento de prestígio na região, pois integra pessoas de diversas faixas etárias e de diferentes experiências, além disso, promove o comércio através de parcerias e patrocínios. Na sua oitava edição, busca-se ampliar o incentivo realizado pelas edições anteriores com seriedade e segurança.

DADOS GERAIS DA COMPETIÇÃO

A VIII Corrida UESC será realizada no Campus Soane Nazaré de Andrade, situado entre os polos urbanos de Ilhéus e Itabuna, na Rodovia Jorge Amado, km 16, no bairro do Salobrinho. O evento acontecerá no dia 15 de junho de 2019 (sábado), com início às 08h00min.

Com percurso total de 5 km, individual, com categoria aberta subdividida nas modalidades masculina e feminina, a corrida contará com um número de aproximadamente 100 (cem) a 150 (cento e cinquenta) corredores, onde todos irão largar juntos. O trajeto total da corrida equivale a 02 (duas) voltas no percurso. Assim, ao término da prova ocorrerão as premiações até o 5º (quinto) lugar. Para o 1º lugar será ofertado um troféu e medalha; ao 2º lugar troféu e medalha; ao 3º lugar, troféu e medalha e, ao 4º e 5º lugares medalha. Os três primeiros colocados ganharão brindes.

PÚBLICO ALVO

Esta corrida destina-se a atletas amadores, clubes de corrida, funcionários, professores e estudantes da UESC. Poderão participar indivíduos maiores de 18 anos, desde que gozem de boa saúde e se encontrem com uma preparação física e psíquica apta ao esforço que o percurso exige.

No ato da inscrição, os participantes assumem total responsabilidade sobre qualquer tipo de consequências físicas e fisiológicas provocadas pela sua adesão. A Organização será responsável por garantir a segurança de todo o percurso, contando com três locais para atendimentos em primeiros socorros.

REGRAS DA COMPETIÇÃO

1 – NORMAS

1.1 – GERAL

Na VIII CORRIDA DA UESC serão realizadas as provas: Individual (masculino e feminino). Na corrida os competidores deverão:

Manter uma conduta ética e esportiva durante todo o tempo de participação;

Ser responsável por sua própria segurança e não comprometer a segurança dos demais participantes;

Ser responsável pelo cumprimento deste regulamento;

Obedecer às instruções dos árbitros da competição;

Respeitar os outros competidores, árbitros, voluntários e espectadores presentes na competição;

Informar ao árbitro da competição ou a um fiscal mais próximo caso resolva abandonar a competição;

Poderão os ORGANIZADORES suspender o EVENTO por questões de segurança pública, atos públicos, vandalismos e/ou motivos de força maior;

Todo competidor que participar do evento concederá a utilização de sua imagem para cobertura da prova e possíveis promoções de edições posteriores;

A corrida é aberta a atletas e não atletas de todos os gêneros, com idade mínima de 18 anos e individual;

A ORGANIZAÇÃO não se responsabilizará por objeto, equipamento ou bem pessoal perdido ou extraviado no ambiente da PROVA;

A ORGANIZAÇÃO posicionará estrategicamente ambulância(s) e/ou postos de atendimento (médico) no percurso;

Ao longo do percurso, árbitros de Corrida e fiscais/auxiliares anotarão as irregularidades, que poderão acarretar na desclassificação dos infratores;

Todo e qualquer assunto não englobado por este regulamento deve ser explanado com a ORGANIZAÇÃO no dia do congresso técnico;

Nenhum atleta poderá alegar desconhecimento do regulamento, que estará à disposição nos ambientes de inscrição, no dia do Congresso Técnico e no dia da corrida.

1.2 – ESTADO DE SAÚDE

É imprescindível que os participantes da VIII CORRIDA DA UESC estejam em bom estado de saúde e bem-estar físico para participar do evento, pois haverá exigência além da normalidade diária das suas capacidades físicas;

No ato da inscrição, o participante deverá concordar com o Termo de Responsabilidade, afirmando estar apto a participar do evento.

1.3 – NORMAS DE PARTICIPAÇÃO

É obrigatório cumprir o percurso estabelecido e passar por todos os pontos demarcados pela organização. A não realização dessas etapas desclassificará o participante;

O competidor não poderá receber nenhuma ajuda externa durante a corrida;

O número de peito na camisa do participante deverá ser mantido durante todo percurso, na altura do tronco ou na cintura;

Numeração será Individual (masculino e feminino);

Os horários serão cumpridos rigorosamente, não cabendo reclamações dos atletas retardatários;

A prova será realizada no dia 15 de junho (sábado) de 2019, com largada impreterivelmente às 08h00min, em frente a Biblioteca Central, no campus UESC;

Não será permitido o uso de propaganda política ou frases agressivas nas vestimentas do competidor;

Toda e qualquer reclamação deverá ser feita à organização, por escrito, via Boletim de ocorrência elaborada pelo competidor que sentir-se prejudicado (a), até 15 (quinze) minutos após o término da prova;

A organização, por meio da comissão arbitral, caberá julgar também os casos omissos a este regulamento.

1.4 – INSCRIÇÃO

As inscrições serão realizadas no período compreendido entre os dias 2 de abril de 2019 à 16 de maio de 2019.

As inscrições serão realizadas por meio da plataforma da corrida: https://www.doity.com.br/oitavacorridauesc/

O pagamento será via cartão de crédito, débito ou boleto bancário.

O valor da inscrição não será devolvido no caso de desistência.

As inscrições são intransferíveis de um atleta para outro.

A taxa inicial de inscrição será no valor de R$ 55,00 e o valor de R$ 28,00 corresponderá à 01 camisa. A data para a virada de lote será estipulada conforme o andamento das inscrições, podendo ocorrer no dia 22-04-2019 ou quando atingir a 50ª (quinquagésima) inscrição. Ao ultrapassar essa marca o valor passará a custar R$ 60,00 e o valor da camisa passará a custar R$ 32,00.

Aos que efetuarem o pagamento da taxa de inscrição e atenderem aos critérios de participação da corrida será concedido seu kit da corrida, que poderá ser retirado em Ilhéus e Itabuna no dia 08 de Junho de 2019 (Sábado) entre os horários das 08h30min e 11h30min e na UESC no dia 14 de Junho de 2019 (Sexta-Feira) entre os horários das 13h30min e 16h30min (em local a ser divulgado pela organização). Sendo assim, não serão entregues kits no dia da corrida.

Aqueles que completarem o percurso dentro das regras pré-estabelecidas, ao fim da corrida receberão uma medalha de participação e um kit de reposição (01 banana, 01 maçã, 01 paçoca).

Na plataforma da inscrição o valor R$ 55,00 será equivalente à Inscrição + 01 Camisa. E o valor de R$28,00 será equivalente apenas a 01 Camisa. Com a virada de lote o valor da inscrição + camisa passará a ser R$ 60,00 e o valor da camisa passará a custar R$ 32,00.

Serão ofertadas 15 vagas gratuitas para membros da instituição. Sendo destinadas 05 para discentes; 05 para docentes e 05 para funcionários. Estas vagas serão atribuídas por ordem de inscrição.

As inscrições encerarão às 20h00min do dia 16 de maio de 2019;

A corrida contará com um número aproximado de 100 (cem) a 150 (cento e cinquenta) corredores.

2 – REGRAS DE ARBITRAGEM

2.1 – FORMATO DA COMPETIÇÃO

Distância: Os competidores da corrida individual terão que percorrer 05 km, equivalente a duas voltas no percurso. O competidor que completar em primeiro esse percurso na sua modalidade e categoria será o vencedor da prova.

1ª Volta: Estacionamento da Biblioteca Central - Pavilhão Manoel Nabuco - Bosque - Torre Administrativa - Pavilhão Pedro Calmon - Parque Desportivo (ida) - Restaurante Universitário (ida) - Hospital Veterinário - Restaurante Universitário (volta) - Parque Desportivo (volta) - Rotatória da Guarita - Bosque - Pavilhão Manuel Nabuco - Estacionamento da Biblioteca Central.

2ª Volta/Chegada: Estacionamento da Biblioteca Central - Pavilhão Manoel Nabuco - Bosque - Torre Administrativa - Pavilhão Pedro Calmon - Parque Desportivo (ida) - Restaurante Universitário (ida) - Hospital Veterinário - Restaurante Universitário (volta) - Parque Desportivo (volta) - Rotatória da Guarita - Bosque - Pavilhão Manuel Nabuco - Estacionamento da Biblioteca Central - Pavilhão Jorge Amado - Torre administrativa - Pavilhão Adonias Filho – CEU.

2.2 – ARBITRAGEM

O árbitro tem a função de conduzir a competição fazendo com que as regras sejam cumpridas. Os árbitros são classificados da seguinte maneira:

Diretor da Prova - Supervisiona, controla, direciona, certifica o posicionamento dos árbitros e pronuncia o julgamento final sobre violação de regras apontadas pelos árbitros da competição;

Árbitro Geral - Coordena todos os árbitros da competição;

Árbitro de Cronometragem - responsável pelos registros dos tempos da competição;

Árbitros - Todos aqueles que estiverem designados para trabalhar juntamente com o árbitro geral, sendo nomeados árbitros de corrida, árbitro de cronometragem e tantos outros fiscais/auxiliares quantos necessários.

2.3 – CONGRESSO TÉCNICO

O Congresso Técnico será realizado no Parque Desportivo no dia 14 de junho de 2019, às 18h45min, no Campus da UESC;

Quaisquer aspectos técnicos ou dúvidas referentes às regras da competição deverão ser sanadas no Congresso Técnico;

Haverá uma lista de presença no Congresso Técnico, que deverá ser assinada por todos os atletas participantes presentes. Caso o atleta não compareça, não terá direito a recurso;

Quaisquer informações divulgadas anteriormente por panfleto, cartaz, internet ou correio eletrônico, serão informadas ao atleta no Congresso Técnico;

O Congresso Técnico será conduzido pelo Diretor da Prova, Árbitro Geral e por outros membros da organização da competição.

3 – NORMAS DE CONDUTA

3.1 – CONDUTA DE LARGADA

A área de concentração e aquecimento que antecederá o início da corrida será no estacionamento da Biblioteca Central;

Será dada a largada para a prova Individual às 08h00min em frente à Biblioteca Central;

O competidor deverá estar posicionado na área de largada de acordo com orientações dos árbitros;

A largada será dada com um sinal sonoro. Caso a largada seja em falso, serão repetidos três vezes o sinal sonoro;

Em caso de largada em falso, os competidores deverão retornar ao ponto de partida, conforme a orientação do árbitro. O competidor que não retornar será desclassificado;

O competidor que causar duas largadas em falso será desclassificado.

3.2 – CONDUTA DA CORRIDA

É de responsabilidade do competidor, manter-se no percurso. Caso isso não ocorra, o mesmo será desclassificado;

Não é permitida outra forma de deslocamento que não seja o pedestrianismo;

O competidor não poderá correr com o torso nu;

O número de competição deve ser fixado na parte da frente da camisa do competidor, entre o peito e a cintura, de forma que fique visível aos árbitros de corrida e fiscais;

O número fornecido pela organização não pode sofrer qualquer alteração;

O competidor não poderá receber ritmo de outro competidor ou pessoa externa à competição;

O competidor não deverá bloquear o outro ou correr em sinuosa (zig-zag) para impedir/retardar a ultrapassagem do oponente;

Não é permitido usar qualquer tipo de equipamento ou acessório que possa colocar risco outros competidores ou a si próprio;

A Comissão Médico-Hospitalar da competição poderá solicitar a retirada de qualquer competidor que estiver causando risco para sua integridade física ou de terceiros.

3.3 – CONDUTA DE CHEGADA

A chegada do competidor será considerada quando qualquer parte do seu torso cruzar a linha de chegada verticalmente;

O competidor deverá obrigatoriamente cruzar a linha de chegada entre os limites do pórtico ou linha de chegada;

O competidor deve manter atitude desportiva, não desmerecendo a classificação dos seus adversários;

Se houver empate na chegada entre dois ou mais atletas, será critério de desempate a maior idade registrada.

4 – PENALIZAÇÃO

A desqualificação e punição serão dadas ao competidor quando este deixar de cumprir as normas e regras da competição, sendo que todos os competidores estão subordinados a estas regras desde sua inscrição na competição até o encerramento oficial após cerimônia de premiação. A Comissão Arbitral poderá penalizar o atleta a qualquer momento, após o término da competição, caso conste alguma irregularidade.

5 – NOTIFICAÇÃO

Deve ser feita a notificação quando:

A violação da regra parece não intencional e pode ser corrigida;

Um árbitro perceber que a violação está para acontecer;

O competidor esteja fazendo uso abusivo da linguagem.

Não é obrigatório que um árbitro notifique um competidor antes da desqualificação;

O propósito da notificação é promover a atitude preventiva;

O árbitro transmite a notificação verbalmente ou por meio de um apito. Em seguida, ele diz o número do competidor notificado e mostra o cartão amarelo, então o competidor deve permanecer parado durante 10 segundos, até ser liberado pelo árbitro;

Se um árbitro não conseguir transmitir a notificação durante a etapa que ocorreu a irregularidade, esta poderá ser feita a qualquer momento da competição, ou mesmo no tempo final do atleta;

Quando um atleta for advertido com cartão amarelo, deverá parar de maneira segura e seguir as instruções do árbitro;

Caso o árbitro não tenha condições de penalizar o competidor durante a competição, esta penalização poderá ser aplicada por meio do acréscimo de tempo ao tempo final do atleta, conforme avaliação do Árbitro da Competição.

5.1 – DESQUALIFICAÇÃO

A desqualificação será aplicada quando uma regra tiver sido violada. O competidor pode ser desqualificado ou penalizado pelas seguintes violações:

Recusar-se a seguir as instruções dos Árbitros da Competição;

Violar o regulamento de tráfego;

Não seguir o percurso pré-estabelecido;

Sair do percurso por motivo de segurança e não retornar pelo ponto de saída;

Bloquear ou obstruir o progresso de outro competidor propositalmente, ou interferir no seu progresso;

Contato desleal;

Não estiver usando os números de competição fornecidos pela organização, alterá-los ou recortá-los, tampar o nome dos patrocinadores que possam estar impressos;

Usar equipamentos que possam colocar em risco outros competidores ou a si próprio. Exemplo: Recipientes de vidro, joias, etc.;

Usar equipamentos sem autorização que possa promover vantagem ou que possa promover perigo a si mesmo ou aos outros;

Ter atitude não desportiva, fazer uso abusivo de linguagem vulgar e de gestos inadequados;

Receber ajuda do meio externo ou mesmo de um árbitro, que constitua uma vantagem injusta;

Descartar equipamentos ou artigos pessoais no percurso da competição de forma a colocar em risco os demais participantes;

O árbitro da competição transmite a desqualificação verbalmente ou por meio de um apito. Em seguida ele fala o número do competidor desqualificado e mostra o cartão vermelho. E então número do competidor desqualificado é anotado;

Se um árbitro não conseguir transmitir a desqualificação durante a competição, esta poderá ser feita após o término da mesma;

O competidor desqualificado poderá entrar com recurso contra a decisão do árbitro, de acordo com as condições estabelecidas na seção RECURSOS.

5.2 – DIREITO A RECURSOS

O competidor que não participar do Congresso Técnico não terá direito a Recurso.

5.3 – JÚRI DE COMPETIÇÃO

Qualquer recurso será analisado em primeira instância pela COMISSÃO ARBITRAL. A Comissão Arbitral aprecia e faz-se pronunciar sobre os recursos apresentados, observando os seguintes princípios:

Creditar igual peso às evidências e testemunhos prestados por qualquer um que seja;

Reconhecer que um testemunho honesto pode variar e ser conflitante com o resultado de observação pessoal ou recordação;

Usar de toda percepção até que todas as evidências sejam avaliadas;

Reconhecer que um competidor é inocente, até que as alegadas violações possam ser estabelecidas de forma inteiramente satisfatória pela Comissão Arbitral.

5.4 – INFRAÇÃO

O atleta quando receber uma advertência na competição poderá receber uma notificação por escrito com objetivo de informar qual o item do regulamento infrigido.

6 – RECURSO

O recurso é uma reclamação formal de um competidor contra a conduta de outro competidor, árbitro ou ainda contra condições de competição;

O recurso será encaminhado à Comissão Arbitral;

Recursos somente poderão ser apresentados pelo competidor em formulário próprio, entregues ao Diretor da Prova;

O Diretor da Prova, caso o recurso não se enquadre no critério de Validade de um Recurso, poderá indeferi-lo sem ter a necessidade de encaminhá-lo à Comissão Arbitral;

Recursos referentes à inegibilidade de um competidor deverão ser entregues ao Diretor da Prova. O competidor afetado poderá competir. A decisão do recurso será tomada antes do anúncio do resultado final;

Recurso de um competidor contra outro, sobre equipamentos utilizados na competição, ou mesmo contra arbitragem, devem ser entregues ao Diretor da Prova no máximo 15 (quinze) minutos após a chegada do último competidor;

Recursos contra a Cronometragem devem ser entregues ao Diretor da Prova até 15 (quinze) minutos após a apresentação dos resultados extraoficiais;

7 – PONTUAÇÃO

7.1 – EMPATE

No caso de empate entre dois ou mais competidores, será critério de desempate a maior idade registrada.

8 – MODALIDADES:

Individual.

8.1 – CATEGORIAS

Masculino e Feminino.

8.2 – NUMERAÇÃO

Aberta: 001 a 150.

9 – PREMIAÇÃO

MASCULINO E FEMININO

1° Lugar: Troféu e Medalha de 1° colocado + Brinde;

2° Lugar: Troféu e Medalha de 2° colocado + Brinde;

3° Lugar: Troféu e Medalha de 3° colocado + Brinde;

4º Lugar: Medalha de 4° colocado;

5º Lugar: Medalha de 5° colocado.

Os brindes não serão os mesmos para os três primeiros colocados. Terão significância maior de acordo com a colocação dos participantes de cada categoria.

10 – CONSIDERAÇÕES FINAIS

Esse regulamento é específico e adaptado à VIII CORRIDA DA UESC – Edição de 2019, tendo como fonte os Regulamentos da VII CORRIDA DA UESC realizadas em 2018;

Este documento foi aprovado pela Comissão Central Organizadora da VIII CORRIDA DA UESC;

O não cumprimento das normas, regras e do Regulamento específico, é passível de notificação.

Local do evento

Campus Soane Nazaré de Andrade - 45662-900, Rodovia Jorge Amado, Km 16, Salobrinho, Ilhéus, Bahia

Inscrições