CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

Faça sua inscrição
Quarta, 15 de agosto de 2018 Das 08:00 às 12:00
Goiânia, GO FEDERAÇÃO GOIANA DE MUNICÍPIOS - FGM

Sobre o Evento

Atenção gestores, o presidente Haroldo Naves, convoca a todos os municípios associados para participar no próximo dia 15 de agosto, às 08:00 horas, na sede da FGM, da Assembleia Ordinária que tratará com todos sobre a possível ausência de recolhimento de ICMS pela CELG.

A reunião terá como principal pauta, deliberar sobre medidas administrativas e/ou judiciais para verificação de possível ausência de recolhimento de ICMS pela CELG DISTRIBUIÇÃO S.A. – CELG D (ENEL) do Estado de Goiás, do qual os Municípios associados podem ter deixado de receber a sua quota parte, conforme divisão apurada pelo Índice de Participação dos Municípios, decorrentes do não fornecimento de energia elétrica.

Além das deliberações sobre o ICMS, haverá palestra às 9h com a Embaixada de Moçambique – “Moçambique na FGM: África mais próxima das cidades goianas!”. Que irá abordar sobre o potencial da relação comercial entre Moçambique e as cidades goianas, com o intuito de fomentar negócios e estreitar as relações com os municípios.

Tema: Assembleia Geral Ordinária

Data: 15 de agosto de 2018

Horário e Local: 08h – Sede da FGM

Local

FEDERAÇÃO GOIANA DE MUNICÍPIOS - FGM - 74083-250, Rua 102, Setor Sul, Goiânia, Goiás,

Organizador

FEDERAÇÃO GOIANA DE MUNICÍPIOS

A Federação Goiana de Municípios (FGM), antes Frente de Mobilização Municipalista (FMM) nasceu em 2001 por iniciativa de um grupo de prefeitos que com uma visão técnica, procuravam uma melhor forma de assessorar aos municípios do Estado de Goiás. Hoje, além de ter o reconhecimento dos prefeitos membros pelo serviço técnico prestado, também teve seu reconhecimento como de utilidade pública, pela Lei Estadual nº 16.604 de 03 de julho de 2007.

Lembrando que o contencioso existente entre os Municípios Goianos e o Governo do Estado necessita de atenção muito especial por parte dos Prefeitos, é que propomos a criação de uma Frente Apartidária de Municípios, que possa projetar-se em defesa da causa Municipalista.

Desta forma, vislumbramos uma entidade que seja além de crítica e reivindicativa, que seja capaz também de ser propositiva, encaminhando soluções para os graves problemas que assolam os Municípios Goianos.

Vislumbramos mais ainda, uma entidade que, ao par da defesa intransigente do Municipalismo, sem preconceitos ou fobias, se posicione acima das questões partidárias, uma entidade cujo alinhamento automático seja, única e exclusivamente, com o povo de nosso Estado.

Assim sendo, se a Frente de Mobilização Municipalista não se propõe a ser oposição sectária a quem quer que seja, também não abre mão de atuar como parceira crítica das políticas oficiais. Sempre visando, acima de tudo, o desenvolvimento social, econômico e cultural dos Municípios