Espectroscopia de Fluorescência – Análise de Absorbância e Transmitância Simultâneas – Tecnologia A-TEEM para Caracterização Química Molecular

Espectroscopia de Fluorescência – Análise de Absorbância e Transmitância Simultâneas – Tecnologia A-TEEM para Caracterização Química Molecular

Faça sua inscrição
Terça, 21 de junho de 2022 Das 09:00 às 12:00
Evento online O link do evento ainda não foi informado

Sobre o Evento

O fenômeno fluorescência é a capacidade de uma amostra emitir luz ao sofrer uma ação externa, seja, uma reação química, radiação incidente, atrito, eletricidade, entre outros. A técnica de fluorescência nos permite caracterizar quimicamente essas amostras a partir da luz por elas emitida.

A espectroscopia de fluorescência pode ser realizada em distintos modos e utilizando diversos acessórios, como por exemplo, esfera integradora para determinação de rendimento quântico de emissão; análise de tempo de vida de emissão; análise de fluorescência com resolução temporal; matriz de excitação-emissão de fluorescência, análise de absorbância e transmitância, análise de cinética química entre outros. A espectroscopia de fluorescência pode ser aplicada às mais diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, fármacos, fotovoltaicos, grafeno, células, nanopartículas, conversão de energia, entre outros.

A Análise de absorbância e Transmitância Simultâneas (A-TEEM) é uma técnica óptica simples e rápida que não requer extensas rotinas de preparação de amostra. A técnica é conhecida como impressão digital molecular A-TEEM, com A-TEEM significando Matriz de Emissão de Excitação de Transmissão de Absorbância-Transmissão. Esta nova técnica A-TEEM fornece impressões digitais moleculares verdadeiras e rastreáveis, bem como quantificação precisa.

A coleta de sinal de espectros de absorbância/transmitância é fundamentada na utilização de um detector CCD multicanal para aquisição espectral de fluorescência. Como essa tecnologia é baseada numa configuração instrumental única de fluorômetro/espectrômetro simultâneo, ela permite a medição de espectros e cinética de fluorescência, bem como espectros e cinética de absorbância e transmitância UV-visível, de maneiras que a detecção tradicional de fluorômetro baseado em PMT de canal único não pode. O funcionamento interno da instrumentação será abordado em termos de configuração do detector, uso do filtro e fatores de correção do instrumento. As aplicações de tal instrumentação de espectroscopia incluem a capacidade de corrigir automaticamente os efeitos do filtro interno ao medir soluções de alta concentração e isso será demonstrado em detalhes. A detecção de CCD permite a medição da cinética espectral, e demonstraremos isso especificamente para casos de ligação molecular e transferência de energia, uma ferramenta útil para entender a biofísica de proteínas e ligação ou movimento de pequenas moléculas. O uso de um detector CCD também permite a medição de amostras que emitem na região NIR, como alguns lantanídeos e materiais semicondutores, e apresentaremos alguns casos de uso em que isso foi aplicado com sucesso.

Como a detecção de absorbância é medida simultaneamente com a emissão de fluorescência, as matrizes de emissão de excitação de absorbância-transmitância (A-TEEM) são adquiridas com rapidez e precisão para análise de componentes de misturas complexas, como novas nanopartículas. Medições como essas levam de segundos a minutos em comparação com horas potenciais em um fluorômetro padrão baseado em PMT. Todas essas aplicações serão demonstradas e discutidas neste Minicurso.

Organizador

SBPMat

SBPMat (Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais) em parceria com a Horiba