III Estudos Cooperados

10 de dezembro de 2021, 19h00 até 18 de dezembro de 2021, 17h00

Informações

Os Estudos Cooperados é um evento organizado pelo Curso de Licenciatura Intercultural Indigena de Alagoas (CLIND-AL) a cada fim de semestre letivo, para que os alunos tenham a oportunidade de divulgar seus saberes e de visitarem os conhecimentos produzidos por pesquisadores vinculados à outras universidades. Nesta terceira edição, o evento traz como temática "Território, identidade e pertencimento". As discussões serão organizadas em palestras, mesas, minicursos e grupos temáticos, nos quais os alunos poderão submeter trabalhos, sob à supervisão de algum docente do CLIND, para apresentar nos GTs.

SOBRE OS MINICURSOS

Teremos um minicurso destinado para cada área que ocorrerá de forma simultânea, sendo assim, no ato da inscrição, o aluno escolherá apenas um, ou seja, àquele que se enquadra no seu curso.

SUBMISSÃO DE TRABALHO PARA APRESENTAR NOS GTS

Os alunos que tiverem interesse de apresentar trabalhos realizados em alguma disciplina do curso, nos GTs, terão que produzir um resumo, com o auxílio do orientador.

Primeiro passo: Escolha o GT no qual deseja apresentar o seu trabalho:

GT1: Didáticas Interculturais

Coordenador: Prof. Dr. Bruno Rogério Duarte da Silva

GT2: Formação de professores e os saberes indígenas em espaços escolar e acadêmico

Coordenadores: Profa. Dra. Ângela Leite e Prof. Dr. Almir Almeida de Oliveira

GT3: Infâncias indígenas, formação intercultural e processos de inclusão

Coordenadora: Profa. Dra. Graciele de Oliveira Faustino

Segundo passo: Elabore um resumo contendo:

- Titulo em caixa alta, negrito e centralizado;

- Nome completo do aluno e do orientador e e-mail de ambos;

- Conter entre 150 a 250 palavras, em parágrafo único;

- Fonte Times New Roman, tamanho 12;

- Conter de três a cinco palavras-chave separadas por ponto;

- O resumo deve ser organizado de forma a conter: temática geral, objetivo do trabalho, metodologia, aporte teórico, possíveis resultados.

ATENÇÃO: O resumo será submetido via formulário e quem fará a avaliação será o coordenador do GT no qual o aluno fez a submissão.

LINK DO FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHO: https://forms.gle/gm8FGToLvMKGV2Tj8

ORIENTAÇÃO: Após o aceite do trabalho, o aluno retornará a este site e fará a inscrição na modalidade "apresentação de trabalho", indicando o GT que se enquadra.

RECOMENDAÇÕES PARA A APRESENTAÇÃO:

- Os alunos que irão apresentar poderão produzir slides e terão 15 minutos para realizarem a exposição;

- Recomenda-se que os ouvintes permaneçam com as câmeras e microfones desligados ao longo da apresentação dos colegas, para evitar ruídos e constrangimentos, tendo a permissão para abrirem, nos momentos de diálogos sobre os trabalhos (que poderá ser realizado ao fim de cada trabalho ou apenas no final de todas as apresentações, ficando à critério do coordenador);

Carregando área de inscrição

Palestrantes

Saiba mais

Prof. Dr. Aldir Santos de Paula

Saiba mais

Prof. Dr. Edson H. Silva

Saiba mais

Prof. Dr. Siloé Soares de Amorim

Saiba mais

Prof. Dr. Alexandre Ferraz Herbetta

Saiba mais

Profa. Ma. Samara Cavalcanti (Minicurso 2)

Saiba mais

Profa. Ma. Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira (Minicurso 1)

Saiba mais

Profa. Simone Maria dos Santos

Saiba mais

Prof. Cícero Pereira dos Santos

Saiba mais

Prof. Me. Adauto Santos da Rocha (Minicurso 3)

Saiba mais

Profa. Dra. Natércia de Andrade Lopes Neta (Minicurso 5)

Saiba mais

Prof. Dr. Lucas Gama Lima (Minicurso 4)

Saiba mais

prof. Me. Ivan Soares Farias

Programação:

Abertura Institucional Abertura

Palestra de abertura: As línguas humanas: reflexões e discussões Palestra · Prof. Dr. Aldir Santos de Paula

Grupo de Trabalhos (GTs) Simpósio

Compartilhamento de saberes através de relatos de experiência Roda de Conversa · Prof. Cícero Pereira dos Santos, Profa. Ma. Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira (Minicurso 1), Profa. Simone Maria dos Santos

Mesa-redonda: Território, Identidade e Pertencimento Mesa-redonda · Prof. Dr. Edson H. Silva, Prof. Dr. Siloé Soares de Amorim, prof. Me. Ivan Soares Farias

Minicursos e oficinas Minicurso · Prof. Dr. Lucas Gama Lima (Minicurso 4), Prof. Me. Adauto Santos da Rocha (Minicurso 3), Profa. Dra. Natércia de Andrade Lopes Neta (Minicurso 5), Profa. Ma. Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira (Minicurso 1), Profa. Ma. Samara Cavalcanti (Minicurso 2)

Palestra de encerramento: A cultura viva como base para a educação intercultural crítica. Encerramento · Prof. Dr. Alexandre Ferraz Herbetta

Credenciamento

Ocorrerá por meio de uma lista de presença que será disponibiizada ao longo do evento

Evento online

Data: 10/12/2021 - 18/12/2021 às 19:00

Curso de Licenciatura Intercultural Indígena (CLIND)

Prof. Dr. Aldir Santos de Paula

UFAL


Possui Graduação em Letras pela UNICAP (1985), Mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco (1992) e Doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Alagoas. Membro do Conselho Editorial de Leitura, da Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras (UFAL) e Liames (UNICAMP). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: línguas indígenas, línguas pano, língua portuguesa, sociolinguística e educação indígena.

Prof. Dr. Edson H. Silva

UFPE


Professor Titular de História da UFPE. Realizou o Pós-Doutorado em História na UFRJ (2013). É Doutor em História Social pela UNICAMP (2008) Mestre em História pela UFPE (1995). Professor efetivo no Centro de Educação/Col. de Aplicação da UFPE, vinculado no Programa de Pós-Graduação em História/UFCG (Campina Grande/PB) e no Colegiado do PROFHISTORIA-Rede de Mestrado Profissional em Ensino de História/UFPE. Lecionou no Curso de Licenciatura Intercultural Indígena no campi UFPE/Caruaru, destinado a formação de professores indígenas. Foi Coordenador (2017-2019) do GT ANPUH-Brasil "Os índios na História". Tem experiências na área de pesquisas em História e Ensino, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente com os seguintes temas: história indígena/os índios na História no Nordeste e em Pernambuco nos séculos XIX e XX; memórias indígenas; História e memórias dos índios Xukuru do Ororubá, relações socioambientais e História Ambiental no Semiárido/Agreste pernambucano; 

Prof. Dr. Siloé Soares de Amorim

UFAL


Possui graduação em Antropologia Social pela Escola Nacional de Antropologia e História (1996), mestrado em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010). Atualmente é docente Universidade Federal de Alagoas/UFAL. Tem experiência na área de Antropologia, atuando principalmente nos seguintes temas: antropologia indígena, antropologia, imagem e comunicação, antropologia visual, antropologia social. É coordenador do AVAL - Antropologia Visual de Alagoas. Ensina no Curso de Ciências Sociais e no Programa de Pós Graduação em Antropologia Social do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas.

Prof. Dr. Alexandre Ferraz Herbetta

UFG


É Professor Associado I de Antropologia Social, atuando no Núcleo Takinahaky de Formação Superior Indígena e no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Goiás (UFG). É pesquisador do Centro de Práticas e Saberes Decoloniais/NTFSI e do IMPEJ - Núcleo de Etnologia Indígena/PPGAS/UFG. É Doutor em Antropologia Social pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC-SP. Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003) e mestrado em Antropologia Social pela mesma instituição (2006). Tem experiência na área de Antropologia, Política e Educação, com ênfase em Decolonialidade, Metodologias participativas, Interculturalidade e Etnologia Indígena.É Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPQ, vice-coordenador do Programa de Estágio Docência Supervisionado do Curso de Educação Intercultural Indígena (NTFSI/UFG) e membro da Sociedad Latinoamericana de Estudios Interculturales. Membro da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da ABA - Associação Brasileira de Antropologia.

Profa. Ma. Samara Cavalcanti (Minicurso 2)

UNEAL


Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Mestra em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Especialista em Libras e em Psicopedagogia. Licenciada em Pedagogia - Unidade Acadêmica de Garanhuns/Universidade Federal Rural de Pernambuco (UAG/UFRPE). Docente do curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Atuou como coordenadora do Curso de Licenciatura em Pedagogia da UNEAL, Campus III (2017/2020), coordenadora da Especialização em Educação Inclusiva da UNEAL (UNEAL/Especializa - 2018/2020), professora executora da Educação à Distância (EAD/UFRPE) e como professora voluntária no Programa Residência Pedagógica, subprojeto Pedagogia (2018/2020; 2020/2022). Com experiência na Educação e interesse em pesquisas com os temas: Inclusão, ensino de Ciências da Natureza e Formação de Professores

Profa. Ma. Allyne Jaciara Alves Rios Oliveira (Minicurso 1)

UFAL


Indígena Koiupanká. Professora. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL. Possui especialização em Alfabetização e Letramento e especialização em Gestão e Tutoria em Educação à Distância; é  Licenciada em Letras/Literatura pelo Programa de Licenciatura Intercultural Indígena - Prolind - Universidade Estadual de Alagoas - UNEAL); e licenciada em Pedagogia.

Profa. Simone Maria dos Santos

UNEAL


Mestranda do Programa de Pós-graduação (PPGE) stricto sensu em Educação da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Possui graduação em licenciatura intercultural indígena em matemática e ciências pela Universidade Estadual de Alagoas - UNEAL. Atualmente é monitora da Escola Estadual Indígena Professora Marlene Marques dos Santos, pelo processo seletivo simplificado de monitoria indígena realizado pela SEDUC/AL, atuando como Coordenadora Pedagógica da escola. Tem experiência na área de educação de jovens e adultos - EJA, atuando principalmente como professora, tem experiência com educação infantil, ensino fundamental anos iniciais e anos finais. Ainda atua voluntariamente como monitora de polo da segunda etapa do curso de licenciatura indígena do polo de união dos palmares realizado pela UNEAL.

Prof. Cícero Pereira dos Santos

UNEAL


Possui graduação em História pela Universidade Estadual de Alagoas (2014). Cursando Pós-Graduação em Historia e Antropologia (UCAM-MG) Atualmente é professor da ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA INDÍGENA JOSE CARAPINA , na Terra Indígena Geripancó, membro do Fórum Permanente de Educação Escolar Indígena de Alagoas.

Prof. Me. Adauto Santos da Rocha (Minicurso 3)

UFCG


Doutorando em História pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), vinculado a linha de pesquisas: Relações de Poder, Trabalho e Práticas Culturais. Mestre em História pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), vinculado a linha de pesquisas: Cultura, Poder e Identidades. Graduado em História pela Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), Campus III, em Palmeira dos Índios. Foi bolsista no Programa Pré-UNEAL e na Biblioteca Setorial do Campus III da UNEAL. É membro do Grupo de Pesquisas em História Indígena de Alagoas (GPHIAL) e realiza pesquisas sobre os povos indígenas em Alagoas desde 2015. Tem se dedicado a pesquisar as participações indígenas nos processos históricos de Alagoas (séculos XIX e XX), com ênfase para militarização, migração e trabalho. Tem experiência nas áreas de: identidade, memória, história oral, migrações e relações sóciohistóricas no Semiárido alagoano. Publicou livros, capítulos de livros e artigos em sites, periódicos e revistas especializadas. É filiado a Associação Nacional de História, seção Pernambuco (ANPUH/PE), e a Sociedade Brasileira de Estudos do Oitocentos (SEO). É membro do Grupo de Trabalho "Indígenas na História", vinculado à ANPUH/PE.

Profa. Dra. Natércia de Andrade Lopes Neta (Minicurso 5)

UNEAL


Possui graduação em Matemática (Licenciatura) pela Universidade Federal de Alagoas (2004), onde foi bolsista de iniciação científica pela FINEP e FUNDEPES. É especialista em Gestão Escolar pela UFAL (2007). Mestre em Educação Matemática e Tecnológica pela UFPE (2013). Doutora em Ciências da Educação pela Universidade de Coimbra (2017). Professora Assistente e Coordenadora do Núcleo de Ciências Exatas da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL), quadriênio (2017-2021). É Membro do Conselho Editorial da Revista Eletrônica Saberes Docentes em Ação (REVSAB). Compôs a Diretoria da Sociedade Brasileira de Educação Matemática (Regional Alagoas), triênio 2013-2016.

Prof. Dr. Lucas Gama Lima (Minicurso 4)

UFAL


Possui Graduação, Mestrado e Doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), tendo defendido sua TESE em 2015, sob o título: A dinâmica imperialista contemporânea: capital sem fronteiras e sua (ir)racionalidade apátrida. Participa do Grupo de Estudo e Pesquisa em Análise Regional (GEPAR), vinculado ao CNPq, onde coordena o Grupo de Estudos em Geografia do Trabalho e o Observatório de Estudos sobre a Luta por Terra/Território (OBELUTTE). Quando estudante de Mestrado, investigou as políticas de (re)ordenamento territorial no Alto Sertão Sergipano, sendo premiado pelo Edital ETENE/FUNDECI do Banco do Nordeste (BNB), em 2009. Foi professor de geografia da rede municipal de Aracaju e da rede estadual de Sergipe. Atuou como Técnico em Assuntos Educacionais do Colégio de Aplicação da UFS, durante 06 anos, onde exerceu em parceria com outros profissionais de educação a coordenação do estágio curricular docente, a orientação educacional e o Programa de Apoio Acadêmico e Financeiro (Assistência Estudantil). Atualmente, é Docente Adjunto A do Curso de Geografia do Campus do Sertão, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), ministrando as disciplinas Geografia Política e Organização do Espaço Mundial, Geografia do Brasil, Organização Espacial do Semiárido de Alagoas e Geografia Agrária. Dedica-se à investigação dos conflitos no campo por terra/território, estrutura fundiária, sementes crioulas e uso de transgênicos e agrotóxicos no estado de Alagoas. Também dedica-se à análise da relação capital-trabalho e seus rebatimentos espaciais e territoriais.

prof. Me. Ivan Soares Farias

UNICAMP


É mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); bacharel em Direito pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL); bacharel e licenciado em Ciências Sociais - com ênfase em Antropologia - pela Universidade Federal Fluminense (UFF). É servidor do Ministério Público Federal (MPF) no cargo de Analista Pericial em Antropologia. É professor nas cadeiras de Introdução ao Estudo do Direito e de Sociologia do Direito pelo Centro Universitário CESMAC (FADIMA), de Antropologia Jurídica pela FAMA (2007-2009); professor substituto de Antropologia da UFAL (2000-2001); servidor público no cargo de Antropólogo da Área Indígena Yanomami pela Fundação Nacional de Saúde (1994-1998); Consultor Técnico em Antropologia pelo Ministério da Saúde em projeto de controle de doenças na Área Indígena Yanomami (1995); pesquisador de campo em aldeias indígenas Guarani pela FIOCRUZ/RJ em projeto de Antropologia da Saúde (1996); Colaborador/Antropólogo do Programa Comunidade Solidária em expedição na Amazônia brasileira (1996). Portanto, tem experiência nas áreas de Direito Indígena, Antropologia Jurídica, Pluralismo Jurídico, Sociologia do Direito, História do Direito, Etnologia Indígena e Antropologia da Saúde.