Mora na Filosofia: em pandemia. Arte literária versus mercado editorial: duas faces da mesma moeda?

Faça sua inscrição
Sexta, 23 de outubro de 2020 Das 18:00 às 19:00
Evento online Clique aqui

Sobre o Evento

O projeto de extensão Mora na Filosofia, realizado desde 2010 em bares na cidade de Maceió, inicia sua versão virtual, devido ao distanciamento social provocado pela pandemia da Covid-19. O encontro do dia 02de outubro acontecerá às 19:00, no canal do projeto no youtube moranafilosofiaufal (www.youtube.com/moranafilosofiaufal).Nesse encontro virtual convidamos o jornalista, escritor, editor e produtor cultural Raymundo Netto que ministrará a palestra:Arte literária versus mercado editorial: duas faces da mesma moeda?

Resumo.Neste encontro, discorreremos sobre o fazer literário e as regras tácitas ou não que regem o mercado editorial contemporâneo. Qual o papel do(a) escritor(a), quais as suas expectativas e anseios, por que escreve e porque escreve o que escreve, onde quer chegar, quais as suas frustrações e por que elas existem. O conflito entre criador e criatura em um convite para refletirmos juntos.Palavras-Chave: Literatura. Mercado editorial. Escrita Literária. Profissão Escritor.

Com relação aos certificadosos nomes e email´s d@s participantes serão coletados pela equipe do projeto durante a trasmissão on-line para compor a lista de frequência. Os nomes que não estiverem na lista de frequêncianão serão credenciados no site do evento da Doity.

Sobre opalestrante.Jornalista, escritor, editor e produtor cultural. Autor de Um Conto no Passado: cadeiras na calçada, Os Acangapebas (Prêmio Osmundo Pontes de Literatura, da Academia Cearense de Letras), Crônicas Absurdas de Segunda (finalista do Prêmio Jabuti), Quando o Amor é de Graça!, Cronologia Comentada de Juvenal Galeno, Centro: um coração malamado, Padre Cícero: o filme, Nilto Maciel: perfil biográfico; e dos infantojuvenis A Bola da Vez, A Casa de Todos e de Ninguém, Os Tributos e a Cidade, Boto Cinza Cor de Chuva. Cronista convidado do Vida &Arte do jornal O POVO desde 2007. Coeditor das revistas CAOS Portátil, Para Mamíferos e curador da Maracajá; Coordenador de Políticas do Livro e de Acervos da Secult-CE (2008-2011), curador da IX Bienal Internacional do Livro do Ceará, redator do Prêmio Literário para Autor Cearense e coordenador da I Feira do Livro do Ceará em Cabo Verde. Recebeu a Medalha Boticário Ferreira em 2012. É gerente editorial e de projetos da Fundação Demócrito Rocha.

Organizador

João Dias; Marcus Souza; Maxwell Lima Filho; Marcus Matias

Docentes da Universidade Federal da Alagoas (UFAL)