Sobre o organizador

Curso de Formação
Estudos Africanos e Afro-Brasileiros em perspectiva: produção de conhecimento interdisciplinar para uma educação emancipatória

O curso de Formação “Estudos africanos e Afro-Brasileiros em perspectiva: produção de conhecimento interdisciplinar para uma educação emancipatória”, com certificação gratuita,  é uma iniciativa do Núcleo Interdisciplinar em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros (NIESAFRO-UFMA) em parceria com a Licenciatura Interdisciplinar em Estudos Africanos e Afro-Brasileiros (LIESAFRO-UFMA), com o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB-UFMA) e o Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Educação das Relações Étnico-Raciais e de Gênero (NEPERGE-UFMA).
O principal objetivo do curso é discutir sobre os desafios e as possibilidades do ensino da História e Cultura Africana e Afro-Brasileira por meio da realização de práticas educativas em uma perspectiva emancipatória. Tais reflexões implicam no questionamento das estruturas historicamente constituídas que (re)produzem diferentes formas de discriminação e de desigualdade; na problematização acerca dos processos de subordinação, hierarquização e desigualdades geradoras da exclusão que afetam, particularmente, a população negra; na denúncia do constante processo de desumanização, da negação dos direitos e das violências física e simbólica que atingem cotidianamente os/as negros/as em nossa sociedade.

Para tanto, pretendemos: problematizar a concepção eurocêntrica hegemônica para que ocorra a discussão sobre outras perspectivas epistemológicas para além das eurocentradas, o que implica no tensionamento das concepções que validam somente a perspectiva eurocêntrica para a produção de conhecimento; refletir acerca da crítica à colonialidade e ao racismo estrutural; proporcionar a discussão coletiva para a desconstrução de estereótipos, de preconceitos e de práticas racistas e discriminatórias presentes no cotidiano e, particularmente, nas práticas educativas; bem como possibilitar o acesso ao conhecimento da História e Cultura Africana e Afro-Brasileira para promover o reconhecimento, a valorização e a afirmação dos direitos educacionais da população negra e para possibilitar a inclusão no processo de escolarização do ensino da temática de forma consistente e rigorosa.

De igual modo, debateremos acerca de fundamentos epistemológicos a partir dos pensamentos africano e afro-diaspórico críticos que contribuam com embasamentos para a descolonização dos currículos hegemônicos; que suscitem a discussão acerca de outras formas de produzir conhecimento, sentir, viver e se relacionar e que alicercem a realização de uma educação emancipatória.