I Ciclo de Palestras sobre a prevenção da Cegueira

Faça sua inscrição
Terça, 28 de maio de 2019 Das 08:00 às 11:30
Caxias, MA Auditório da FAI - Faculdade do Vale do Itapecurú

Sobre o Evento

Segundo o IBGE, existem no Brasil 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual. No mundo, de acordo a OMS, cerca de 40 a 45 milhões de pessoas no mundo são cegas e outros 135 milhões sofrem limitações severas de visão. Desse total, entretanto, de acordo ainda com a OMS, 80% seriam evitáveis caso houvesse um número maior de ações efetivas de prevenção e/ou tratamento. Na cidade de Caxias Maranhão, o município tem em torno de 16 mil pessoas com Deficiência Visual. (IBGE, 2010)

Com o intuito de conscientizar a população sobre a prevenção contra a cegueira, a Semana da Deficiência Visual, recomenda, durante o mês de maio, testes de acuidade para a população e palestras ministradas por médicos especialistas em diversas áreas da oftalmologia.

A Semana tem por objetivo informar e conscientizar a população sobre a prevenção e o combate às diversas espécies de doenças oculares; reduzir a incidência de problemas visuais; incentivar a população à realização de exames preventivos para a detecção da deficiência visual e participação da comunidade na defesa da saúde ocular como qualidade de vida.

As doenças caminham silenciosamente e as pessoas só procuram o médico quando já perderam parte da visão. Neste momento, o problema já está em estado avançado e os tratamentos nem sempre recuperam a visão. A população precisa ficar alerta e ter interesse em se cuidar. É preciso procurar o oftalmologista para fazer exames e detectar possíveis doenças. Diabéticos, crianças, adultos acima de 40 anos e idosos acima de 60 anos devem ter ainda maior atenção aos cuidados com a visão.

De acordo com os dados divulgados pela Fundação Dorina Nowill, retinopatia diabética, atrofia do nervo ótico, retinose pigmentar e degeneração macular relacionada à idade (DMRI) são as principais causas da cegueira na população adulta. Entre as crianças, as principais causas são glaucoma congênito, retinopatia da prematuridade e toxoplasmose ocular congênita.

Diante de um diagnóstico de deficiência visual, inúmeras são as transformações na vida de uma pessoa e de todos aqueles que a cercam. Informações, esclarecimentos e atendimento adequados permitem a identificação e o desenvolvimento das potencialidades dos indivíduos, assim como a criação de condições para que elas possam se aprimorar plenamente. Tudo isso é de extrema importância para a inclusão social e a autonomia da pessoa com deficiência.

Palestrante

  • Mariana Agostini Romualdo

Programação

09h00 Como combater doenças oculares? Atividades Teóricas
Local: Auditório

Como combater doenças oculares?

Local

Auditório da FAI - Faculdade do Vale do Itapecurú - 65607-030, Rua Bom Pastor, Centro, Caxias, Maranhão,

Organizador

Prof. Aristóteles Meneses Lima

Coordenador da Associação dos Deficientes Visuais na Região dos Cocais