VI Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação - TOI 2020 Online

VI Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação - TOI 2020 Online

I Simpósio "UX - User Experience" e Arquitetura da Informação

Faça sua inscrição
Quinta, 13 de agosto de 2020 Das 09:00 às 12:45
Evento online Clique aqui

Sobre o Evento

LIBRARY AND INFORMATION SCIENCE
Data Science and Artificial Intelligence

O TOI – VI Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação é iniciativa do Grupo de Pesquisa "Observatório do Mercado de Trabalho em Informação e Documentação (OMTID) - CNPq" da Escola de Comunicações e Artes ECA_USP.

O VI Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação tem como principal foco reunir pesquisadores, estudantes e profissionais da área da Ciência da Informação: Biblioteconomia, Arquivologia, Museologia, e afins, com objetivo de promover a reflexão e o diálogo em torno de temas relevantes para a sociedade da informação: Gestão da Informação e do Conhecimento, Tecnologia e Sistemas de Informação, Biblioteca Digital, Conservação e Preservação de Acervo, Curadoria Digital, Ética da Informação, Humanidades Digitais, Recuperação da Informação na Web de Dados, Organização da Informação e do Conhecimento, Ciência de Dados, Inteligência Artificial, Internet das Coisas IoT, Cultura Computacional, Mercado de Trabalho do Profissional da Informação.

Entre os principais resultados espera-se promover a discussão sobre os temas centrais do Congresso e contribuir para a integração entre o meio acadêmico e as comunidades profissionais, ampliando o interesse pela pesquisa, pelo compartilhamento de informação, e sobre as práticas mais inovadoras no campo da Ciência da Informação.

No contexto da Ciência da Informação, Biblioteconomia, Museologia, Arquivologia e áreas afins, os avanços impostos pela tecnologia da informação e das comunicações têm proporcionado avanços significativos nas melhores práticas de gestão, otimizando o processo de tomada de decisão. A gestão e o suporte destes ambientes heterogêneos e complexos, repletos de recursos e dispositivos computacionais, comprovadamente têm se revelado de gestão complexa e fortemente impactado pelo fenômeno do Big Data, pela Ciência de Dados e pela Inteligência Artificial.

Neste contexto torna-se relevante avaliar a complexidade os principais desafios da Era Digital e das Transformações impostas aos processos de organização e gestão da informação e do conhecimento. A crescente disponibilização das tecnologias e o fluxo cada vez maior e mais rápido do acesso à informação têm desafiado os Profissionais da Informação no entendimento de novas práticas de apropriação e uso da informação na produção de conhecimento e criação de vantagem competitiva organizacional.

O VI Congresso Internacional em Tecnologia e Organização da Informação colabora acadêmica e cientificamente com o CIC.DIGITAL PORTO Center for Research in Communication Information and Digital Culture Universidade do Porto, com o CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória - unidade de I&D sediada na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e o Laboratório de Tecnologias Intelectuais Lti da UFPB; e tem por missão promover e desenvolver a troca de experiências profissionais, apresentar melhores práticas na gestão da informação e apresentar resultados de pesquisas com foco nos seguintes eixos temáticos:

  • Ciência de Dados e Inteligência Artificial
  • Internet das Coisas e Cidades Inteligentes
  • Curadoria Digital
  • Informação, Ciência, Tecnologia e Inovação
  • Humanidades Digitais
  • Gestão do Conhecimento e Inteligência Competitiva
  • Organização e Representação da Informação e do Conhecimento
  • Formação e Atuação do Profissional da Informação na Era Digital

O I Simpósio "UX - User Experience" e Arquitetura da Informação tem como foco profissionais da informação, pesquisadores, estudantes, empresas, startups, executivos, gestores, analistas, especialistas e consultores que atuam na área de gestão e organização da informação, criação de conteúdo online e do conhecimento como elementos essenciais da user eXperience.

Prof. Dr. Francisco Carlos Paletta
Escola de Comunicações e Artes
Universidade de São Paulo
Conference Chair - VI TOI 2020

Junho - Setembro 2020

Trasnmissão:

Facebook: https://www.facebook.com/febab.federacao/videos/214096223377069/

YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=9GNcu_sZXbY

Palestrantes

  • Ariana Dias
  • Eliézer Rodrigues
  • Charlley Luz
  • Francisco Paletta

Programação

09h00 - Francisco Paletta ABERTURA Abertura
Local: ONLINE

Escola de Comunicações e Artes, ECA USP - Prof. Dr. Francisco Carlos Paletta, VI TOI Chair

09h15 - Charlley Luz Produtos Digitais e o novo normal Palestra
Local: ONLINE

Charlley Luz – ESPM, FESPSP e Feed Consultoria

O que é um Infoproduto, quais os passos para a criação de um produto digital e sua relação com o conteúdo.

As mudanças desencadeadas pela corona vírus trazem o desafio e a oportunidade de produtos Digitais adequados à nova realidade.

Steven Johnson em seu livro A Cultura da Interface afirma que a relação governada pela interface (agora a digital) é uma relação semântica, caracterizada por significado e expressão, não por força física. Ou seja, a experiência proposta por interfaces digitais são interfaces que trabalham com sinais e símbolos. (p.24).

Os computadores (que usam linguagem digital de 0 e 1) são "máquinas literárias" para o lado de cá, como os chama o guru do hipertexto Ted Nelson. Assim, vemos a importância da palavra na mediação da informação digital em interfaces e na experiência que as pessoas têm na interação com estes conteúdos.

A UX – User eXperience – é o momento de interação. Momento único, que cada pessoa percebe individualmente como um momento onde algo é colocado à prova. O que sai dessa provação é o resultado da experiência. Do antigo verbo latino periri, restou o particípio passado peritus, que passou diretamente para o português com perito, habilidoso, experimentado. Dai? também com a preposição “ex” surge no latim experientia, que significa prova, ensaio, tentativa, experiência, e no latim imperial, experiência adquirida. Assim o termo experiência pode significar tanto uma tentativa, uma prova, algo que se faz, e o que foi aprendido a partir dessa provação. (Houaiss & Villar, 2001)

O mundo dos Produtos Digitais (Infoprodutos) traz para a prática da geração de interfaces disciplinas como a Arquitetura da Informação e Usabilidade. E potencializa outras como a área de UX Writing, uma nova função no processo de criação de produtos digitais: UX Writing determina a presença digital de empresas e instituições, sendo responsável por estipular a relação com os usuários.

O UX Writing vai atuar desde o princípio de um projeto, acompanhando os times de design e pesquisa, seguindo o tom e voz previamente definidos e criando diálogos entre a interface (que é a empresa/instituição em si) e o usuário final, cliente ou potencial cliente. Isso, no mundo onde o mobile é a principal forma de navegar, mostra a importância desta missão.

A taxonomia espelha o universo semântico – o domínio de conhecimento – dos usuários. Várias fontes são utilizadas para isso e os melhores métodos estão definidos pela área da ciência da informação. Existem até normas internacionais como a NISO Z39.19.

Mas com certeza o maior impacto é a linguagem conversacional. Este conceito que surge na linguística e tem seu auge de estudos na década de 1970 renasce com a UX Writing. Nas telas com microinterações e com a realidade mobile-digital, se destaca quem conversar melhor com seu usuário.

A linguagem conversacional sempre viveu na oralidade, mas agora com o advento das interfaces gráficas, principalmente para uso mobile, se torna uma série de sugestões de ações, metáforas e comandos organizados em fluxos. Mas nada diferente do que já se sabia: a interface em si, segundo grandes especialistas como Steven Johnson, é um espaço semântico, carregado de conceitos, que são ofertados por meio de links escritos (Luz, 2020)

Este I Simpo?sio userXperience e Arquitetura da Informação vai explorar as modificações no conteúdo digital, na comunicação humana e na experiência digital a partir da semântica e da organização do conhecimento.

Charlley Luz -Curador do I Simpo?sio User eXperience e Arquitetura da Informação

Referências:

JOHNSON, Steven. Cultura da interface. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, p. 77-84, 2001.

NELSON, Ted. On the Xanadu project. BYTE Magazine, v. 15, n. 9, p. 298-299, 1990.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro; DE MELLO FRANCO, Francisco Manoel. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. 2001.

NISO. ANSI/NISO Z39.19-2003: guidelines for the construction, format, and manage- ment of monolingual thesauri. 2005.

LUZ, C. UX Writing: taxonomia e linguagem conversacional. Blog da Feed Consultoria. Disponível em: http://www.feedconsultoria.com.br/ux-writing-o-que-voce-precisa-saber-a-mais/

10h15 - Ariana Dias UX Writing: aspectos de interação e Bots Palestra
Local: ONLINE

Ariana Dias – Belas Artes, Ux Writer

O que é uxWriting e aspectos da roteirização de Bots

11h15 - Eliézer Rodrigues UX Writing: línguas, linguagens e conversas Palestra
Local: ONLINE

UX Writing: línguas, linguagens e conversas

Eliézer Domingues – UxWriter Santander

Aborda as técnicas e formas de criar conteúdo para a escrita da experiência do usuário.

12h15 - Ariana Dias, Charlley Luz, Eliézer Rodrigues, Francisco Paletta Painel: userXperience e Arquitetura da Informação Painel
Local: ONLINE

Painel: userXperience e Arquitetura da Informação

Mediação: Prof. Dr. Francisco Carlos Paletta

12h45 - Francisco Paletta ENCERRAMENTO Encerramento
Local: ONLINE

Encerramento

Escola de Comunicações e Artes, ECA USP - Prof. Dr. Francisco Carlos Paletta – VI TOI Chair

Relatoria: Prof. Dr. Francisco Carlos Paletta, Universidade de São Paulo

ORGANIZAÇÃO

Escola de Comunicações e Artes, ECA USP – Prof. Dr. Francisco Carlos Paletta

Feed Consultoria – Consultor Prof. Msc. Charlley Luz

Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo

Parceiros Institucionais

Colaboração Universitária: Ensino, Pesquisa e Extensão

Quer se tornar um parceiro?

Organizador

Francisco Carlos Paletta

Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo tem como Missão promover o ensino e a pesquisa nas áreas de comunicação, informação e artes, visando à formação de pessoas capacitadas ao exercício da investigação, do magistério e da carreira profissional, em consonância com as exigências do tempo e as necessidades de desenvolvimento humano. Estender à sociedade serviços indissociáveis das atividades de ensino, pesquisa, extensão, e crítica e produção artística e cultural. Promover e desenvolver, por meio das pesquisas, os instrumentos para a reflexão e compreensão de questões e conflitos em suas áreas de atuação, bem como buscar novas formas de expressão, ampliando as fronteiras do conhecimento e da invenção, e tornando-as úteis ao meio social.