Webconferência:  CONECTIVIDADE E COMPRAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO

Webconferência: CONECTIVIDADE E COMPRAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO

Faça sua inscrição
Quarta, 7 de julho de 2021 Das 08:00 às 16:00
Evento online O link do evento ainda não foi informado

Sobre o Evento

O Gabinete de Articulação para Enfrentamento da Pandemia na Educação Pública em Goiás (Gaepe-GO) promoverá, com apoio da Federação Goiana de Municípios (FGM) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), a Webconferência “Conectividade e compras públicas para a educação“. A reunião virtual, que trará especialista para discutir o tema, ocorrerá no dia 07 de julho, das 08 às 16 horas, com transmissão ao vivo pelo Canal da FGM no YouTube.

Para a abertura do evento, estão elencados o Presidente da FGM e vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Haroldo Naves; o Presidente do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM-GO), Conselheiro Joaquim de Castro e o Presidente da Undime, Professor Marcelo Ferreira da Costa. Dando início as explanações técnicas, tratando sobre a Conectividade sendo um compromisso com o presente e o futuro da educação pública, estão Fabrício Motta do TCM e Alessandra Gotti do Instituto Articule.

Engrandecendo o conteúdo apresentado, a Professora Mestre em Direito Administrativo e Advogada, Tatiana Camarão, abordará sobre o planejamento das aquisições públicas: estudos, estimativas e cautelas descrição, indicação de marcas, exigência de amostras. E sobre o Registro de preços e equipamentos de informática estará o Analista Legislativo e ex-pregoeiro do Senado Federal, Victor Amorim, que também é Professor, Mestre e Doutorando em Direito.

Organizador

Federação Goiana de Municípios

A Federação Goiana de Municípios (FGM), antes Frente de Mobilização Municipalista (FMM) nasceu em 2001 por iniciativa de um grupo de prefeitos que com uma visão técnica, procuravam uma melhor forma de assessorar aos municípios do Estado de Goiás. Hoje, além de ter o reconhecimento dos prefeitos membros pelo serviço técnico prestado, também teve seu reconhecimento como de utilidade pública, pela Lei Estadual nº 16.604 de 03 de julho de 2007.

Lembrando que o contencioso existente entre os Municípios Goianos e o Governo do Estado necessita de atenção muito especial por parte dos Prefeitos, é que propomos a criação de uma Frente Apartidária de Municípios, que possa projetar-se em defesa da causa Municipalista.

Desta forma, vislumbramos uma entidade que seja além de crítica e reivindicativa, que seja capaz também de ser propositiva, encaminhando soluções para os graves problemas que assolam os Municípios Goianos.

Vislumbramos mais ainda, uma entidade que, ao par da defesa intransigente do Municipalismo, sem preconceitos ou fobias, se posicione acima das questões partidárias, uma entidade cujo alinhamento automático seja, única e exclusivamente, com o povo de nosso Estado.

Assim sendo, se a Frente de Mobilização Municipalista não se propõe a ser oposição sectária a quem quer que seja, também não abre mão de atuar como parceira crítica das políticas oficiais. Sempre visando, acima de tudo, o desenvolvimento social, econômico e cultural dos Municípios.