III Workshop on Inflammation

6 of October of 2021, 11h30 until 20 of October of 2021, 13h00

Information

The III Workshop on Inflammation will be held online this year due to the ongoing global pandemic of coronavirus disease (COVID-19).

The workshop will bring together researchers, undergraduate and PhD students, post-docs and members of the Brazilian and worldwide scientific community to discuss the multifaceted implication of inflammation in different conditions.

The event will happen during the month of October (days 06-08-13-15-18 and 20) and will feature 18 national and international speakers.

The program is organized in different thematic sessions: Immunology, Cancer, Neurodegenerative Diseases, Microbiota and Covid-19.

We invite emerging scientists to submit abstracts and share their research in a very special awards session.

We hope the workshop will bring the ideal atmosphere for networking and scientific exchanges, career inspiration for our young scientific community and encouragement for international collaborations.

Scientific Committee

Carregando área de inscrição

Submission of Papers

Click on the button below to access the submission area and submit your papers

Submission area

Speakers

Learn more

Claudia Benjamim

Learn more

Josiane Sabbadini Neves

Learn more

Marc Peters-Golden

Learn more

Claudio Canetti

Learn more

Julio Scharfstein

Learn more

Bruno Lourenço Diaz

Learn more

Mauro Teixeira

Learn more

Lucia Faccioli

Learn more

Alexandra Kiemer

Learn more

Adriana Bonomo

Learn more

Guido Lenz

Learn more

Robson Monteiro

Learn more

João Viola

Learn more

Orlando da Costa Ferreira

Learn more

André Vale

Learn more

Francisco Javier Quintana

Learn more

Marília Zaluar Guimarães

Learn more

Thiago Mattar Cunha

Learn more

Newton Castro

Learn more

Alexandre Salgado Basso

Learn more

Sergio Ferreira

Learn more

Gilda Angela Neves

Learn more

Charles Reay Mackay

Learn more

Ana Carolina Oliveira

Learn more

Marcelo Bozza

Learn more

Leandro Lobo

Learn more

Angelica Vieira

Learn more

Patricia Bozza

Learn more

Herbert Guedes

Learn more

Leonardo Travassos

Learn more

Christianne Bandeira de Melo

Learn more

João Moraes

Learn more

Mariana Renovato

Learn more

Rosane Vianna-Jorge

Learn more

Rodrigo Tinoco

Learn more

Manuella Lanzetti

Learn more

Priscilla C. Olsen

Schedule:

Opening Ceremony Opening · Claudia Benjamim

Opening Keynote Lecture · Gordon Brown, Josiane Sabbadini Neves

Session 1 (Immunology/Inflammation) Simpósio · Bruno Lourenço Diaz, Claudio Canetti, Julio Scharfstein, Marc Peters-Golden, Mauro Teixeira

Covid-19 Storms Session 1 Lecture · Claudio Canetti, Lucia Faccioli

Session 2 (Cancer) Simpósio · Adriana Bonomo, Alexandra Kiemer, Guido Lenz, João Viola, Robson Monteiro

Covid-19 Storms Session 2 Lecture · André Vale, Orlando da Costa Ferreira

Session 3 (Neurodegenerative Diseases) Simpósio · Alexandre Salgado Basso, Francisco Javier Quintana, Marília Zaluar Guimarães, Newton Castro, Thiago Mattar Cunha

Covid-19 Storms Session 3 Lecture · Gilda Angela Neves, Sergio Ferreira

Session 4 (Microbiota/Inflammation) Simpósio · Ana Carolina Oliveira, Angelica Vieira, Charles Reay Mackay, Leandro Lobo, Marcelo Bozza

Covid-19 Storms Session 4 – Closing Keynote Lecture · Herbert Guedes, Patricia Bozza

E-Merging Young Scientists Simpósio · Christianne Bandeira de Melo, João Moraes, Leonardo Travassos, Manuella Lanzetti, Mariana Renovato, Priscilla C. Olsen, Rodrigo Tinoco, Rosane Vianna-Jorge

Award Ceremony and Closing Keynote Premiação

Closing Keynote 1 Lecture · Ruslan Medzhitov

Closing Keynote 2 Lecture

Event online

Link: https://www.youtube.com/watch?v=2zUmIOoRkLU

Date: 06/10/2021 - 20/10/2021 às 11:30

ICB UFRJ

Instituto de Ciências Biomédicas - UFRJ

Claudia Benjamim

IBCCF, UFRJ


.

Josiane Sabbadini Neves

ICB/UFRJ


.

Marc Peters-Golden

University of Michigan, USA


https://medicine.umich.edu/dept/immunology/marc-peters-golden-md

Claudio Canetti

IBCCF/UFRJ


.

Julio Scharfstein

IBCCF/UFRJ


Professor Titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências, Julio Scharfstein graduou-se em Química (1972) pelo Israel Institute of Technology (Technion) e obteve seu doutorado na Universidade de Nova Iorque (1974-1978). Supervisionado pelo Prof. Victor Nussenzweig, um renomado imunologista brasileiro erradicado nos EUA, Julio Scharfstein descobriu a C4-bp (?C4-binding protein?), uma proteína do plasma humano que regula o sistema Complemento. Em 1978, retornou ao Brasil, vinculando-se ao Laboratório de Imunogenética do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, onde iniciou a sua linha de pesquisa sobre a imunopatogênese da Doença de Chagas. As investigações sobre propriedades imunológicas de glicoproteínas do Trypanosoma cruzi conduziriam à descoberta da cruzipaína, principal cisteíno-protease do parasita. Caracterizada pela sua equipe como fator de virulência, a cruzipaína potencializa a invasão de células cardíacas, além de contribuir no processo de replicação intracelular do T. cruzi. Durante a década de 90, após clonagem gênica e expressão da cruzipaína e de uma isoforma com propriedades enzimáticas distintas (cruzipaína-2), os estudos sobre estrutura-função dominaram a produção científica da equipe. Alternando estudos em imunologia com bioquímica, a equipe do IBCCF descobriu na virada do século que a função da cruzipaína é regulada por uma proteína do T. cruzi cuja sequência de DNA era até desconhecida. Batizada como chagasina em homenagem ao Prof. Carlos Chagas Filho, fundador do IBCCF, a chagasina teve sua estrutura 3-D resolvida através de NMR, em estudo colaborativo realizado no CNRMN/UFRJ. O impacto do estudo foi valorizado pela evidência que a chagasina é o protótipo de uma família de inibidores de cisteíno-proteases conservada em diversos protozoários. Em outro achado pioneiro, a equipe do Prof. Scharfstein demonstrou que as formas infectivas do T. cruzi valem-se da formação de bradicinina pela cruzipaína para potencializar sua infectividade às custas da sinalização de receptores de bradicinina expressos por células cardiovasculares. Ilustrando a os efeitos dicotômicos sistema calicreína-cinina (KKS) na imunopatogênese da Doença de Chagas, sua equipe demonstrou que células dendríticas ativadas pela bradicinina estimulam a geração de de linfócitos efetores T CD4 e CD8 tipo-1 (imunoprotetores). Empregando microscopia intravital em combinação com estudos em camundongos transgênicos, a equipe do IBCCF-UFRJ investigou de maneira sistemática o papel do Sistema Calicreína-Cinina nos mecanismos de integração entre resposta imune inata e adaptativa. Ampliando o leque destas investigações, seu grupo demonstrou que a ativação de receptores da bradicinina (B2R) modulam a resposta imune em animais infectados por Leishmania e Porphyromonas gingivalis- agente etiológico da periodontite. Em seguida, sua equipe demonstrou que os tripomastigotas aproveitam-se da formação de edema inflamatório (eixo mastócito/bradicinina) no tecido cardíaco para turbinar sua infectividade através de mecanismos de sinalização conjunta de receptores de bradicinina e endotelina. Outro exemplo indicando que a ativação da via de contato/KKS altera o balanço da relação patógeno-hospedeiro veio de estudos colaborativos recentemente publicados mostrando que o vírus da Dengue aumenta sua replicação em células endoteliais às custas da sinalização de receptores endoteliais da bradicinina. O Prof. Julio Scharfstein é Pesquisador 1A do CNPq /Bolsista CNE/FAPERJ. Reconhecendo a originalidade e qualidade de sua produção científica, a Sociedade Brasileira de Protozoologia (SBPZ) lhe concedeu o prêmio Samuel Pessoa em 2018.

Bruno Lourenço Diaz

IBCCF/UFRJ


.

Mauro Teixeira

ICB/UFMG


Mauro Teixeira é graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFMG (1990) e obteve o doutorado em Imunofarmacologia pela University of London (1994). É professor titular do Departamento de Bioquímica e Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais, pesquisador 1A do CNPq, Membro da Academia Brasileira de Ciências, da Ordem Nacional do Merito Científico e Tecnológico e da Academia Mundial de Ciencias (TWAS). Membro do corpo editorial das revistas "Inflammation Research", "Frontiers in Immunology", "Forntiers in Pharmacology" e senior editor do "British Journal of Pharmacology". É coordenador do INCT em dengue e interações hospedeiro-microorganismos. Atua na área de inflamação, especialmente tentando compreender a relevância e mecanismos moleculares da resposta inflamatória durante doenças infecciosas e autoimunes. Atualmente é vice-Presidente da Academia Brasileira de Ciencias (Regional CO-MG). É presidente da Sociedade Brasileira de Inflamação (SBIn)

Lucia Faccioli

FCFRP/USP


Professora Titular da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Pesquisadora 1A do CNPq, líder do Laboratório de Inflamação e Imunologia das Parasitoses, Chefe do Departamento de Análises Clínicas, Toxicológicas e Bromatológicas e membro do CTA da FCFRP-USP de 2018 a 2022. Membro Titular da Congregação FCFRP-USP, desde 2008. Apontada pela plataforma Open BOX da Ciência (Instituto Serrapilheria/CNPq), como uma das 50 principais pesquisadora da atualidade na área de Ciências Biológicas. Tesoureira da Sociedade Brasileira de Imunologia entre 2009 e 2011. Foi membro da Comissão Gestora do Programa de Imunologia Básica e Aplicada da FMRP-USP, de 2008 a 2014. Coordena Projeto Temático da FAPESP intitulado: Novos Aspectos Funcionais dos Eicosanoides (Processo n. 2014/07125-6), com vigência de 2014 até 2021. Coordenadora do Projeto Universal/CNPq processo n. 408.903/2018-8.Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase no estudo da resposta inflamatória e papel dos mediadores lipídicos em infecções por fungos, bactérias e parasitas. Atualmente coordena projeto da FAPESP com SARS-CoV-2, para busca de biomarcadores e papel dos mediadores lipidicos (Processo 2020/05207-6). Investiga resposta imune inata induzida por peçonhas. Além disso, trabalha com a investigação de produtos naturais com atividade anti-inflamatória e novas formulações farmacêuticas enfocando sistemas de liberação controlada de mediadores lipídicos. Mais recentemente, desenvolveu plataforma na FCFRP-USP (CEQIL) para identificação e quantifição de lipídeos (lipidoma), sendo pioneira nesta área no Campus de Ribeirão Preto. Realizou Pós-doutorado no National Heart and Lung Institute da Universidade de Londres, e teve /tem convênios com a Universidade de Michigan, Estados Unidos, com o Instituto de Transgenômica do CNRS, Orleans, França, com a Universidade de Freiburg, Alemanha e com a Universidade de Valladolid, Espanha, além de diversas colaborações nacionais e internacionais. Orienta alunos de mestrado e de doutorado nos programas de pós-graduação em Imunologia Básica e Aplicada (FMRP-USP), em Bioquímica (FMRP-USP) e em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia (FCFRP-USP), tendo formado até o presente 23 mestres e 22 doutores. Atualmente orienta 2 mestres, 1 doutor e 1 pós-doutor. Foi Presidente da Comissão de Biotério da FCFRP-USP entre 2002 e 2014; fez parte do comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos, do Comitê em Ética em Pesquisa em Animais e da Rede USP de Biotérios, da Comissão de Pesquisa entre 2010 e 2017; da Comissão de Relações Internacionais, entre 2010 e 2018. Coordena o Centro de Citometria de Fluxo da FCFRP-USP e a Central de Quantificação e Identificação de Lipídeos - CEQIL (equipamento foi cedido pela FAPESP como equipamento multiusuário-EMU-2015/00658-1). Possui publicações em revistas de impacto nas áreas de Imunologia, Parasitologia, Ciências Farmacêuticas, Produtos Naturais, Mediadores Lipídicos, e outras. Organizou o 5º CIFARP em 2005, o XXXIII Congresso Brasileiro de Imunologia em 2008, o XXXVI Congresso Brasileiro de Imunologia em 2011 e o 11º CIFARP em 2017, e encontros científicos regionais em Ribeirão Preto. Ganhadora do Grande Prêmio Tese CAPES, Ciências Biológicas III, 2021. Referências Bibliográficas: Faccioli, LH; LH Faccioli e Lucia Helena Faccioli.

Alexandra Kiemer

Universitat Saarlandes, Germany


https://www.uni-saarland.de/en/chair/kiemer/research.html

Adriana Bonomo

FIOCRUZ


.

Guido Lenz

Instituto de Biociências/UFRGS


Possui Bracharelado em Química pela UFSC (1993), mestrado (1996) e doutorado (2000) em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela UFRGS (2000), com um período Sanduiche na Universidade de Miami. Realizou pos-doc na Universidade de Harvard (2001-2004) em Biologia Molecular e Celular. Atualmente é professor titular do Departamento de Biofísica da UFRGS e Diretor do Centro de Biotecnologia da UFRGS. Principais interesses são no estudo dos mecanismos celulares e moleculares de tolerância e resistência à terapia de células tumorais, especialmente gliomas, com ênfase para a dinâmica de mecanismos de sinalização e processos celulares como parada no ciclo celular, apoptose, autofagia, reparo do DNA, estresse de retículo e senescência.

Robson Monteiro

IBqM/UFRJ


.

João Viola

INCA


Possui graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1989), mestrado em Biologia Parasitária pela Fundação Oswaldo Cruz (1994) e doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Foi Research Associate do Dana-Farber Cancer Institute e do The Center for Blood Research da Harvard Medical School (1994-1997). É Pesquisador Titular do Instituto Nacional de Câncer (INCA), foi chefe da Divisão de Biologia Celular (2000-2008) e atualmente é chefe da Divisão de Pesquisa Experimental e Translacional (2013-presente) do INCA. É Pesquisador de Produtividade do CNPq, Cientista do Nosso Estado (CNE) da FAPERJ, membro titular do Conselho Superior da FAPERJ (2014-presente), membro do CA-Imunologia do CNPq (2018-presente) e membro do Conselho Científico da International Agency for Reasearch on Cancer (IARC, 2017-presente). Foi primeiro secretário (2002-2003) e presidente (2014-2015) da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI). É membro do Editorial Board da International Journal of Oncology (2008-presente), Academic Editor da PLoS ONE (2012-presente) e Associate Editor da Frontiers in Immunology (2015-presente), e foi membro do Editorial Board da Cancer Immunology Immunotherapy (2006-2010). É membro da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI), da Sociedade Brasileira de Biologia Celular (SBBC), da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq), da American Association of Imunologist (AAI), da American Society of Microbiology (ASM) e da Society of Leukocyte Biology (SLB). É revisor da Blood, International Journal of Cancer, Oncogene, FASEB Journal, Journal of Immunology, Molecular Biology of the Cell, Nature Review in Cancer, Nature Communications dentre outras. Orientou 15 dissertações de Mestrado, 13 teses de Doutorado e supervisionou 11 Pós-Doutorados. Tem experiência na área de Imunologia, Biologia Celular e Molecular, com ênfase em Imunologia Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: resposta imune, expressão gênica e transformação celular.

Orlando da Costa Ferreira

IB/UFRJ


Possui graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1980) e doutorado em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1987). Tem pós-doutorado no New York Blood Center (NYBC) e na University of California at los Angeles (UCLA). Atualmente é professor adjunto no departamento de Genética do Instituto de Biologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência nas áreas de imunologia e virologia. Os temas principais de objeto de pesquisa são: resposta imune as infecções por arboviroses, com ênfase em flavivirus (Zika, Dengue e Oeste do Nilo) e alfavirus (Chikungunya e Mayaro) e; epidemiologia doenças transmissíveis por transfusão, das quais os retrovírus HIV-1, HIV-2 e HTLV e os vírus da hepatite B e C merecem maior destaque. Neste ultimo item inclui-se também a epidemiologia das arboviruses em doadores de sangue como modelo sentinela.

André Vale

IBCCF/UFRJ


.

Francisco Javier Quintana

Harvard University, USA


https://brain.harvard.edu/?people=francisco-javier-quintana

Marília Zaluar Guimarães

ICB/UFRJ


.

Thiago Mattar Cunha

USP-FMRP


Possui graduação em Farmácia-Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (1999-2003), mestrado (2003-2005) e doutorado (2005-2008), pós-doutorado (2008-2010) e Livre-Docência (2016) em Farmacologia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Período Sabático (Professor Visitante) na Harvard Medical School, Departamento de Imunologia como parte do programa CAPES/Harvard para professor visitante jovem. Foi membro Afiliado da Academia Brasileira de Ciências. Foi agraciado com prêmios científicos nacionais e internacionais, incluindo o prestigiado 2020 Patrick D. Wall Young Investigator Award for Basic Science da Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP). Atualmente é Professor Associado da FMRP-USP. Editor acadêmico de periódicos internacionais como Communications Biology, Brain Research, Frontiers in Pharmacology e Inflammation Research. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Farmacologia da Inflamação e da Dor, atuando principalmente nos seguintes temas: Neurobiologia da dor inflamatória e neuropática e Mecanismos moleculares envolvidos nos efeitos dos analgésicos. 

Newton Castro

ICB/UFRJ


.

Alexandre Salgado Basso

UNIFESP


Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo (1995), mestrado (1999) e doutorado (2004) em Patologia Experimental e Comparada pela Universidade de São Paulo. Realizou pós-doutorado no Center for Neurologic Diseases, Brigham and Women's Hospital, Harvard Medical School entre 2005 e 2008. Atualmente é Professor Associado do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Tem experiência na área de Neuroimunologia e Neuroimunomodulação.

Sergio Ferreira

IBCCF/ UFRJ


.Graduado em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985), concluiu Mestrado (1987) e Doutorado (1989) em Ciências Biológicas (Biofísica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e realizou Pos-Doutorado no Departamento de Física da University of Illinois at Urbana-Champaign (USA, 1992-1994). Contratado como Professor Adjunto em 1990, tornou-se, em 1999, Professor Titular do Instituto de Bioquimica Medica da UFRJ. Foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química Biológica (1999-2001) e Chefe do Departamento de Bioquímica Médica (2001-2005) da UFRJ. A partir de 2014, tornou-se também Professor Titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ. E' Membro Titular da Academia Brasileira de Ciencias e da Ordem Nacional do Merito Cientifico (classe Comendador), Fellow da John Simon Guggenheim Memorial Foundation e do Pew Charitable Trust Latin American Program in the Biomedical Sciences, e International Research Scholar do Howard Hughes Medical Institute (1997-2006). Foi Vice-Chairman (2003-2005) e Chairman (2006-2008) da Pan-American Association for Biochemistry and Molecular Biology (PABMB). Foi membro do Committee on Symposia da International Union for Biochemistry and Molecular Biology (IUBMB) (2006-2012), e do Board of the General Assembly da International Union for Physiological Sciences (IUPS) (2017-2018). É membro do Conferences Committee da International Society for Neuroscience (ISN) (2017- ), e do Comitê de Seleção (2013- ) e do Conselho Consultivo (2016- ) da Academia Brasileira de Ciências. E' membro dos Editorial Boards dos periódicos Biochemical Journal (2014- ), Journal of Alzheimer's Disease (2016- ), Journal of Alzheimer's Disease Reports (2017- ), Dementia&Neuropsychologia (2008- ), Frontiers in Molecular Biosciences (2017- ) e Alzheimer's & Dementia: Diagnosis, Assessment and Disease Monitoring (2015- ), e foi membro dos Editorial Boards de FEBS Journal (2006-2012), PLoS One (2008-2014) e Journal of Neurochemistry (2012-2017). Tem experiência nas áreas de Bioquímica/Biofisica/Neurobiologia, e seu principal foco de interesse atual reside em estudos das doencas neurodegenerativas, em particular da doenca de Alzheimer.

Gilda Angela Neves

.


.

Charles Reay Mackay

Monash Uniuversity, Clayton, Australia


https://research.monash.edu/en/persons/charles-mackay

Ana Carolina Oliveira

IBCCF/UFRJ


.

Marcelo Bozza

IMPPG/UFRJ


Possui graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1990), mestrado em Biologia Parasitária pela Fundação Oswaldo Cruz (1993) e doutorado em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz (1998). Foi research fellow da Harvard School of Public Health (1994-1996). Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro participando ativamente da formação de alunos de graduação e pós-graduação. Ajudou na criação e coordenou o programa de pós-graduação em Imunologia e Inflamação (UFRJ) de 2012 a 2016, foi coordenador da Rede Multidisciplinar de Biologia Computacional para o estudo da interação parasito-hospedeiro do Programa de Biologia Computacional da CAPES, foi membro do CA de Imunologia do CNPq e secretário-geral da Sociedade Brasileira de Imunologia (2013-2015). Recebeu a Cátedra Capes-Sorbonne para lecionar e pesquisar no Museum National d"Histoire Naturelle em Paris (2016). Foi Scholar da Fulbright na New York University School of Medicine (2018-2019). É membro permanente da Academia Brasileira de Ciências desde 2019. Atua como revisor de diversos periódicos incluindo: Circulation, Blood, PNAS, ELife, Plos Pathogen, Faseb Journal, Journal of Immunology, Eur. Journal of Immunology. Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em Inflamação, atuando principalmente nos seguintes temas: inflamação e imunidade inata.

Leandro Lobo

IMPPG/UFRJ


.

Angelica Vieira

ICB/UFMG


Professora Adjunta no departamento de Bioquimica e Imunologia/ICB-UFMG.È Bióloga pela Faculdade Metodista Integrada Isabela Hendrix (2006), mestre em Bioquímica e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008) e Doutora em Imunologia pela UFMG. Doutorado sandwish na Austrália (Garvan Medical Research) no departamento de Imunologia (2010). Possui Pós-doutorado em genética no departamento de Biologia Geral/ UFMG e foi Professora Visitante no departamento de Biologia Geral/ UFMG. Fez Pos-doutorado no departamento de Microbiologia/UFMG. Fez Pos-doutorado no CNRS- Strasbourg França. Foi Bolsista PNPD/CAPES no departamento de Bioquimica e Imunologia/ICB-UFMG. É também membra afiliada da Academia Brasielira de Ciências (ABC). E já recebeu prêmios importantes como o "Young Woman in Science", Thereza Kipnis (ambos promovido pela Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI) e o "Para mulheres na ciência 2018" promovido pela Loreal-Unesco-ABC. É mãe cientista de dois filhos e esteve de licença maternidade nos períodos entre (junho-outubro de 2016) e Maio-Novembro de 2018). Tem experiência na área de Imunologia e microbiologia com ênfase em inflamação e papel da microbiota no sistema imune, atuando principalmente nos seguintes temas: inflamação, microbiota e respostas inflamatórias, ácidos graxos de cadeia curta, dieta rica em fibra, sistema imune,imunologia de mucosa, pneumoniae, alcoolismo, colite, probioticos, prebioticos, GPR43 e homeostase intestinal. 

Patricia Bozza

Icahn School of Medicine-Mount Sinai/ USA


Patricia Bozza graduou-se em Medicina em 1990, pela Faculdade de Ciências Médicas, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; e obteve o título de Doutor em Ciências (concentração em Farmacologia) em 1993 pelo Programa de Biologia Celular e Molecular do Instituto Oswaldo Cruz. Em 1994, Patricia foi nomeada Pew Latin American Fellow e desenvolveu o pós-doutorado no Beth Israel Hospital, Harvard Medical School. Patrícia Bozza é pesquisadora titular do Instituto Oswaldo Cruz, pesquisadora 1 A do CNPq e membro da Academia Brasileira de Ciências. Patricia foi International Scholar do Howard Hughes Medical Institute no período 2002-2006, e coordenou o comitê Brasileiro do Programa Pew em ciências biomédicas. O grupo de pesquisa liderado pela Patrícia está voltado para o estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos na resposta inflamatória e metabólica às infecções; bem como a participação do processo inflamatório e alterações do metabolismo lipídico na obesidade e câncer.

Herbert Guedes

IMPG/UFRJ


.

Leonardo Travassos

IBCCF/UFRJ


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1997), Mestrado em Microbiologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2000) e Doutorado em Ciências (Microbiologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro / Institut Pasteur (2005). Realizou seu pós-doutoramento na Universidade de Toronto (2006-2010). Atualmente é Professor Adjunto 2 do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Cientista do Nosso Estado (Faperj). Tem experiência na área de microbiologia e imunologia, com ênfase em receptores do sistem imune inato, atuando principalmente nos seguintes temas: imunidade inata, proteínas NLR, infecções baterianas, peptidoglicano e autofagia e agregação de proteínas.

Christianne Bandeira de Melo

IBCCF/UFRJ


Possui bacharelado em Ciências Biológicas com especialização em Farmacologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1992) e doutorado em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz (1998). Christianne fez seu pós-doutoramento na Harvard Medical School em Boston com o professor Peter F. Weller (2002). Para retornar ao Brasil foi agraciada pelo Programa de Fixação de Doutores (PROFIX) do CNPq. Em 2006, Christianne assumiu como professora adjunta e pesquisadora PROFIX-Fase 2 do recém-criado Laboratóriodo de Inflamação no Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ. Christianne foi novamente Jovem Cientista do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), período que também foi agraciada pelo edital Grupos Emergentes da FAPERJ como coordenadora. Em 2008, recebeu Produtividade em Pesquisa 2 do CNPq, em 2013 passou para nivel 1D e em 2015 recebeu o concorrido título de Cientista do Nosso Estado/FAPERJ (renovado em 2019), passou à Professora Associada e atuou como Professor Vistiante na Harvard Medical School. Com relação a formação de pessoal especializado, 10 teses de mestrado, 8 de doutorado e 1 pós-doutoramento (com bolsa) foram concluídos sob a sua orientação. A pesquisadora tem experiência na área de Imunofarmacologia, com ênfase em Imunologia Celular. Recentemente assumiu a vice-coordenação do tradicional Progrma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Biofísica do IBCCF/UFRJ (conceito 7 CAPES) e a chefia do Programa (Depto) de Imunobiologia do IBCCF/UFRJ. Atua como Editora Acadêmica do periódico PlosOne. Seu grupo de pesquisa é atualmente composto por 1 pós-doutaranda, 1 aluno de doutorado, 2 de mestrado e 3 alunos de IC, que sob a orientação principal de Christianne, estuda os mecanismos de ativação leucocitária com ênfase em eosinófilos. Os processos de síntese e ação de mediadores lipídicos (com destaque para a PGD2 eresolvinas), secreção de citocinas e biogênese de organelas são seus alvos de investigação.

João Moraes

ICB/UFRJ


Atualmente é Bolsista de Produtividade do CNPq (PQ-2) e Jovem Cientista do Nosso Estado (FAPERJ). É coordenador adjunto do Programa de Pesquisa em Farmacologia e Inflamação no Instituto de Ciências Biomédicas (UFRJ). Atua como professor adjunto no Laboratório de Biologia Redox (Labio RedOx) e presta assessoria técnica ao Ministério da Educação (INEP). Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2005) e mestrado e doutorado em Biologia (Biociências Nucleares) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Parte do doutorado foi realizada no PARis Cardiovascular research Center (PARCC). Realizou pós-doutorado no laboratório de farmacologia celular e molecular (UERJ) com bolsa FAPERJ PAPD nota 10. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Farmacologia Bioquímica e Molecular, atuando principalmente nos seguintes temas: mediadores inflamatórios, doenças cardiovasculares, desintegrinas, vias de sinalização e vesículas extracelulares.

Mariana Renovato

IB/UFF


Atua como professora adjunta na Universidade Federal Fluminense no Instituto de Biologia, chefe do Laboratório de Inflamação e Metabolismo. Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2005), mestrado em Biologia (Biociências Nucleares) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2008) e doutorado em Biociências pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2012). Parte do doutorado foi realizado no Centre de Recherche des Cordeliers (CRC), Sorbonne Université, campus Pierre et Marie Curie (Paris 6). É Pesquisadora colaboradora no Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (UFRJ) e no laboratório de Farmacologia Celular e Molecular (UERJ). Tem experiência na área de Imunofarmacologia celular e molecular, sinalização celular, metabolismo e doping no esporte, atuando principalmente nos seguintes temas: Obesidade, cêncer, inflamação do tecido adiposo, efeito da obesidade sobre o perfil de monócitos, resistência à insulina, citometria de fluxo e doping no esporte.

Rosane Vianna-Jorge

ICB/UFRJ


Possui graduação pela Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - 1990), com mestrado (1992) e doutorado (1997) em Química Biológica pela UFRJ . Desenvolveu um curto pós-doutorado (1997) na Merck Research Laboratories (Rahway - New Jersey/USA), na área de Farmacologia de canais iônicos. Atualmente é professora adjunta de farmacologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência em Farmacologia Geral e Farmacologia Clínica, com ênfase em Farmacocinética e Farmacogenética. Concentra sua atuação no estudo da epidemiologia molecular do câncer, avaliando o impacto de genes polimórficos sobre a evolução clínica, a resposta terapêutica e o risco de reações adversas. É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública da FIOCRUZ. É editora-revisora do periódico Frontiers in Pharmacogenetics e revisora Ad-hoc dos periódicos Breast Cancer Research and Treatment, Clinical Pharmacology and Therapeutics, AIDS, European Journal of Clinical Pharmacology, Archives of Medical Research, BMC Pathology e Revista Brasileira de Cancerologia.

Rodrigo Tinoco

Duques de Caxias/UFRJ



Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1999), mestrado em Ciências (Microbiologia e Imunologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e doutorado em Ciências (Microbiologia e Imunologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Tem experiência na área de Imunologia, com ênfase em Imunologia Celular, atuando principalmente nos seguintes temas: reconhecimento imune inato de patógenos, reconhecimento mediado pelos TLRs, CLRs e NLRs, biologia dos neutrófilos, macrófagos e leucócitos e modulação da resposta inflamatória. Atualmente é professor associado 1 da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Campus Duque de Caxias.

Manuella Lanzetti

ICB/UFRJ


Possui graduação em Nutrição pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2006) e mestrado (2008) e doutorado (2012) em Ciências Biológicas (Biologia Humana e Experimental) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Parte do doutorado foi realizada na Université de Rennes I, na França. Realizou pós-doutorado na área de pró-ensino no Laboratório de Histocompatibilidade e Criopreservação (UERJ) com bolsa CAPES, bem como pós-doutorado em pesquisa básica no Laboratório de Inflamação da Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ (2013) com bolsa INOVATEC e em 2014 no Laboratório Compartilhado I do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com bolsa FAPERJ PAPD. Atualmente é Professora Adjunto I do ICB/UFRJ no Laboratório de Biologia Redox (Labio RedOx), participando ativamente do Programa de Graduação em Histologia e do Programa de Pesquisa em Farmacologia e Inflamação do Instituto de Ciências Biomédicas. Tem experiência na área de estresse oxidativo, com ênfase em doenças metabólicas e pulmonares, atuando principalmente nos seguintes temas: Compostos Bioativos em Alimentos (CBA), busca por novas moléculas sintéticas ou naturais, com potencial efeito anti-inflamatório e antioxidante, obesidade, síndrome metabólica, doença pulmonar obstrutiva crônica, morfologia tecidual, sinalização redox e regeneração tecidual.

Priscilla C. Olsen

Faculdade de Farmácia/UFRJ


Fez graduação em Microbiologia e Imunologia pela UFRJ (2006), mestrado (2007) e doutorado (2011) em Biologia Celular e Molecular na FIOCRUZ, com ênfase em farmacologia e imunologia. Durante o doutoramento foi professora do Pré-Vestibular Social da CEDERJ. Completou seu pós-doutoramento na FIOCRUZ em 2013, quando se tornou Professora Adjunta da Faculdade de Farmácia da UFRJ. É professora permanente da Pós-graduação em Imunologia e Inflamação e chefe do Laboratório de Estudos em Imunologia da UFRJ. Em 2016 foi nomeada Pew Latin American Fellow, desenvolvendo missão científica na Rockefeller University. Tem experiência na área de imunofarmacologia, com foco no estudo de terapias para doenças inflamatórias pulmonares, doenças alérgicas e arboviroses. Durante pós-doutoramento na Rockefeller University se especializou no entendimento da resposta humoral contra flavivírus e na imunoterapia com anticorpos monoclonais humanos. É sócia da Sociedade Brasileira de Imunologia, da Latin American and Caribbean Association for Immunology (ALACI), da ALACI?s Women in Immunology e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. É Jovem Cientista do Nosso Estado (JCNE/FAPERJ), atua como membro do Comitê de Ética em Pesquisa do HUCFF da UFRJ e é mãe do Lucas (2 anos).