18° Congresso Nacional do Meio Ambiente de Poços de Caldas

21 de setembro de 2021, 09h00 até 23 de setembro de 2021, 20h00
Online. Transmissão via Doity Play

Informações

Caminhando para a 18ª edição, o Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas será realizado nos dias 21 a 23 de setembro de 2021, totalmente em formato virtual.

Esse importante encontro que ao longo dos anos foi se firmando como um dos mais relevantes da área ambiental de todo o Brasil, manterá suas características principais que o tornaram uma referência para todos os profissionais, estudantes e pessoas dessa área: pluralidade de temas e assuntos os mais variados e questionadores sobre o Meio Ambiente.

Muito além de uma visão regionalista, o Congresso sempre buscou com suas mesas e personagens, as discussões que abrangessem situações e soluções enfatizando questões de norte a sul do País, além de trazer de fora, muitas abordagens que pudessem somar e agregar ao conhecimento dos participantes.

A Comissão Técnica Científica e da Organização e Realização do Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas optou por realizar a partir de 2020 o congresso 100% on-line.

Seguindo a temática "Justiça Climática no Antropoceno", a Comissão cuidadosamente preparou assuntos de grande interesse e pertinentes para o momento, onde a natureza esta cobrando a sua conta.

O grande foco nessa edição, no entanto, ficará por conta dos trabalhos científicos, que também serão apresentados virtualmente, dando mais visibilidade e alcance aos apresentadores. Posteriormente, os Anais em formato eletrônico para download serão disponibilizados no site do evento com inscrição do ISSN. Desta forma, o conteúdo científico do Congresso pode ser acessado por milhares de pessoas, valorizando os autores dos trabalhos.

O Congresso é uma realização da GSC Eventos Especiais com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais - Campus Muzambinho (IFSULDEMINAS) e apoio institucional da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e Universidade do Vale do Rio Verde (UninCor). Acesse o site para mais informações.

Carregando área de inscrição

Submissão de Trabalhos

Clique no botão abaixo para acessar a área de submissão de trabalhos e enviar seus trabalhos

Área de submissão

Palestrantes

Saiba mais

Marilia Carvalho de Melo

Saiba mais

Irene Carniatto

Saiba mais

Vilmar Alves Pereira

Saiba mais

Bruna de Souza Moraes

Saiba mais

Vicelma Luiz Cardoso

Saiba mais

Renata Piacentini Rodriguez

Saiba mais

Giselle Patricia Sancinetti

Saiba mais

Andrés Kogan Valderrama

Saiba mais

Michele Sato

Saiba mais

Pablo Angel Meira Cartea

Saiba mais

Javier Reyes Ruiz

Saiba mais

Fabricio Santos Rita

Saiba mais

Diego Freitas Rodrigues

Saiba mais

Lílian Caesar

Saiba mais

Joel Henrique Ellwanger

Saiba mais

Taisa Costa

Saiba mais

Emiliano Teran Mantovani

Saiba mais

Ricardo Galvão

Saiba mais

Ana Carolina Amaral

Saiba mais

Erivam Morais de Oliveira

Saiba mais

Eloisa Beling Loose

Saiba mais

Tatiana de Carvalho Duarte

Saiba mais

Gilberto Coelho

Saiba mais

Patrick Thadeu Thomas

Saiba mais

Leonardo Nascimento

Saiba mais

Guilherme Brammer

Saiba mais

Dr. Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido

Saiba mais

Dr. Sergio Margulus

Saiba mais

Prof. Dr. Gabriel Brito Costa

Saiba mais

Prof. Dr. José Reinaldo da Silva Cabral de Morais

Saiba mais

Prof. Marcos Silveira Buckeridge

Saiba mais

Prof. John Elton de Brito Leite Cunha

Saiba mais

Prof. Eduardo Delgado Assad

Saiba mais

Prof. Paulo Sérgio Lúcio

Saiba mais

Renato Franklin

Saiba mais

Isis Nobile Diniz

Saiba mais

Tatiana Tozzi Martins Souza Rodrigues

Saiba mais

Aloisio Calsoni Bozzini

Saiba mais

Afonso Peche Filho

Saiba mais

Generci Dias Lopes

Saiba mais

Paula de Fátima Martins Rodrigues

Saiba mais

Rosangela Francisca de Paula Vitor Marques

Saiba mais

Marcos Vinícius Boherer Monteiro Siqueira

Saiba mais

Victor Herbert Alcântara Ribeiro

Saiba mais

Claudiomir Silva Santos

Saiba mais

Alisson de Souza de Oliveira

Saiba mais

Giliane Aparecida Vicente da Silva Souza

Saiba mais

Virginia Mirtes de Alcântara Silva

Saiba mais

Ana Paula Lemes de Souza

Saiba mais

Marcel de Campos Oliveira

Saiba mais

Thiago Ferreira

Saiba mais

Renata Teixeira de Almeida Minhoni

Saiba mais

Marcelo Henrique Fernandes de Faria Rocha

Programação:

Abertura Oficial Abertura

“Justiça Climática no Antropoceno” Conferência · Isis Nobile Diniz

“Crise Hídrica e Energética no Antropoceno” Mesa-redonda · Gilberto Coelho, Marilia Carvalho de Melo, Patrick Thadeu Thomas

“Educação Ambiental e Emergência Climática, aprendizagens em rede” Mesa-redonda · Irene Carniatto, Leonardo Nascimento, Michele Sato, Pablo Angel Meira Cartea

“Saúde Única: Humana, Ambiental e Animal frente às mudanças climáticas globais” Mesa-redonda · Joel Henrique Ellwanger, Diego Freitas Rodrigues, Fabricio Santos Rita, Lílian Caesar

'Emergência Climática e vulnerabilidade no fornecimento de alimentos' Mesa-redonda · Dr. Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido, Dr. Sergio Margulus, Leonardo Nascimento, Prof. Dr. Gabriel Brito Costa, Prof. Dr. José Reinaldo da Silva Cabral de Morais

'Nova Economia - Como preservar o ecossistema enquanto fazemos negócios' – Oferecimento Danone. Mesa-redonda · Ana Carolina Amaral, Guilherme Brammer, Paulo Cruz Filho, Renato Franklin, Taisa Costa

“Educación Ambiental Popular, Movimientos Sociales Populares frente al Desarrollo Sustentable” Mesa-redonda · Andrés Kogan Valderrama, Emiliano Teran Mantovani, Javier Reyes Ruiz, Vilmar Alves Pereira

'Pesquisa e Política Científica no Atual Cenário Negacionista' Conferência · Ricardo Galvão

“Mudanças Climáticas e Agricultura” Mesa-redonda · Prof. Eduardo Delgado Assad, Prof. John Elton de Brito Leite Cunha, Prof. Marcos Silveira Buckeridge, Prof. Paulo Sérgio Lúcio

'Perspectivas da Bioenergia no Brasil: avanços na geração de biometano e de biohidrogênio' Mesa-redonda · Bruna de Souza Moraes, Giselle Patricia Sancinetti, Renata Piacentini Rodriguez, Vicelma Luiz Cardoso

“Guerra de Narrativas e Fake News em Meio Ambiente” Mesa-redonda · Ana Carolina Amaral, Eloisa Beling Loose, Erivam Morais de Oliveira, Tatiana de Carvalho Duarte

“Ecologia Cosmocena: uma alternativa no horizonte do antropoceno” Conferência · Vilmar Alves Pereira

'Remineralização do solo: práticas e atualizações' Minicurso · Tatiana Tozzi Martins Souza Rodrigues

'Bate papo' Hymenoptera, como se comunicam os insetos eussociais? Minicurso · Paula de Fátima Martins Rodrigues

Educação Ambiental de adultos – Andragogia Ambiental Minicurso · Afonso Peche Filho

Sistema de Gestão Ambiental Minicurso · Aloisio Calsoni Bozzini

Reaproveitamento Resíduos Minicurso · Generci Dias Lopes

Ecologia da Caatinga Minicurso

Saneamento investimento social de alto impacto Minicurso · Rosangela Francisca de Paula Vitor Marques

Métodos estatísticos aplicados a Analise de Dados em Ciência Ambiental Minicurso · Prof. Paulo Sérgio Lúcio

Perícia e Auditoria Ambiental Minicurso · Claudiomir Silva Santos

Genética da Conservação Minicurso · Marcos Vinícius Boherer Monteiro Siqueira

Monitoramento da dinâmica da agua em nascentes Minicurso · Alisson de Souza de Oliveira

Agricultura Familiar Minicurso · Giliane Aparecida Vicente da Silva Souza

Mudanças Climáticas e Justiça Global Minicurso · Ana Paula Lemes de Souza

Cinética de Congelamento para crioconservação de sementes Minicurso · Virginia Mirtes de Alcântara Silva

Alimentos nutracêuticos e o potencial da caatinga Minicurso · Victor Herbert Alcântara Ribeiro

Os caminhos para a energia e a crise hídrica no antropoceno Minicurso · Marcelo Henrique Fernandes de Faria Rocha

Produção de Sementes Florestais Minicurso · Thiago Ferreira

A importância do carbono orgânico do solo na agricultura Minicurso · Renata Teixeira de Almeida Minhoni

Mercado de bebidas orgânicas Minicurso · Marcel de Campos Oliveira

Credenciamento

COMO IRÁ FUNCIONAR O CNMA2021?

Olá Congressista! Estamos aqui para orientar seu Congresso em 2021!

1. INSCRIÇÃO - escolha o período vigente: Inscrição Sem Submissão ou Com Submissão

2. Opção Sem Submissão - Insira seu Nome (ESTE NOME IRA PARA O CERTIFICADO, ENTÃO CONFIRA!) e E-mail (ESTE E-MAIL SERÁ SUA IDENTIFICAÇÃO E USADO CONSTANTEMENTE PARA COMUNICAÇÃO! ENTÃO CADASTRE APENAS UM E-MAIL E O QUE TERÁ ACESSO), clique em Continuar. Complete o restante de seu cadastro, escolha a forma de pagamento e pronto, Inscrição realizada com sucesso! Você receberá um e-mail com todas informações. Você pode acessar a área de transmissão 24h antes do evento começar. O link da transmissão, que você receberá por e-mail, é único e intransferível. Ele te dará acesso ao ambiente de transmissão em todos os dias do evento. Até 7 dias após o congresso receberá seu certificado no e-mail cadastrado.

3. Opção com Submissão (ENCERRADA) - Insira seu Nome (ESTE NOME IRA PARA O CERTIFICADO, ENTÃO CONFIRA!) e E-mail (ESTE E-MAIL SERÁ SUA IDENTIFICAÇÃO E USADO CONSTANTEMENTE PARA COMUNICAÇÃO! ENTÃO CADASTRE APENAS UM E-MAIL E O QUE TERÁ ACESSO), clique em Continuar. Complete o restante de seu cadastro, escolha a forma de pagamento e pronto, Inscrição realizada com sucesso! Você receberá um e-mail com todas informações e acesso a sua conta.

3.1 - Para a Submissão:

  • Após o pagamento da inscrição e confirmação via e-mail, dirija-se a Área de Submissão a partir do dia 22 de Março até 25 de Julho de 2021.
  • Nesta área você consegue baixar as normas e o template (OBRIGATÓRIO).

  • Coloque a Área Temática,
  • o Título,
  • as Palavras-Chaves.
  • Após isso, anexe os arquivos SEM INDENTIFICAÇÃO e COM IDENTIFICAÇÃO do trabalho em PDF no template exigido, nas áreas identificadas. 
  • Nos dados dos autores fique ligado em marcar quem será o apresentador, colocar os nomes corretos e colocar os e-mails usados na inscrição! Esse nome é o que irá para o certificado depois!
  • Logo após você receberá um e-mail confirmando sua submissão.

3.2 Seu trabalho será encaminhado a um avaliador. Se for aprovado ou reprovado, você receberá um e-mail com a informação. 

3.3 A lista final dos aprovados estará no SITE OFICIAL no dia 10 de Setembro. A carta de aceite para os trabalhos aprovados será encaminhada durante o mês de agosto.

3.4 Os trabalhos aprovados devem enviar para a apresentação o banner pela  Área de Submissão até o dia 20 de Setembro. Eles serão expostos no site do evento até 90 dias seguinte ao congresso.

3.5 Você receberá um e-mail com todas informações de acesso. Você pode acessar a área de transmissão 24h antes do evento começar. O link da transmissão, que você receberá por e-mail, é único e intransferível. Ele te dará acesso ao ambiente de transmissão em todos os dias do evento. A plataforma funciona no horário de Brasília, então, o seu dispositivo precisa estar ajustado de acordo, fuso horário (UTC-03:00) Brasília e a opção de horário de verão desativada, para não comprometer o seu acesso ao ambiente de transmissão. O tempo de permanência é registrado durante o horário de transmissão das salas. Caso você assista após a transmissão, o tempo não será computado. Até 7 dias após o congresso receberá seu certificado no e-mail cadastrado.

• Cancelamento e reembolso:

Solicitações de cancelamento serão aceitas somente quando formalizadas por e-mail enviado para a Secretaria Executiva do Congresso, com os dados de inscrição, em até 7 dias após a confirmação do pagamento da mesma. O reembolso será realizado em até 45 dias após o encerramento do evento, com retenção de 30% do valor pago. Para solicitar o reembolso, o congressista deverá enviar e-mail para: ligia@gsceventos.com.br, respeitando o prazo acima.

> Não haverá reembolso para solicitação de cancelamento ou desistência após o prazo.

> Não haverá reembolso para inscrição realizada em categoria errada.

> Não haverá reembolso para a não participação no evento.

> Em caso de submissão de resumo, a inscrição deverá ser paga para o envio do resumo, se for solicitado o cancelamento da inscrição, o resumo será desconsiderado.

> Não haverá devolução do valor pago em caso de reprovação do artigo científico.

Em hipótese alguma haverá devolução do valor de inscrição fora das normas estabelecidas acima.

Evento online

Data: 21/09/2021 - 23/09/2021 às 09:00

Patrocínio

Apoio Institucional

Revistas Parceiras

Realização

Torne-se um parceiro!

GSC EVENTOS ESPECIAIS

Estamos completando em 2021, 32 anos em Poços de Caldas. Somos profissionais, genuinamente "sufurosos", mas com visão além das montanhas. Não nos privamos em subir as montanhas e olhar ao longe. Somos uma empresa focada em realizar e empreender nossos próprios eventos oferecendo benefícios para todos os públicos como a população local e regional, participantes e visitantes de todas as partes do Brasil.

Marilia Carvalho de Melo

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável MG


Formada em Engenharia Civil e mestre em saneamento, meio ambiente e recursos hídricos pela UFMG. Doutorado em recursos hídricos na COPPE (UFRJ) e especialista em Gestão com ênfase em negócios pela Fundação Dom Cabral. Atuou com analista ambiental no Instituto Mineiro de Gestão das Águas até 2007 ano em que assumiu a diretoria de monitoramento e fiscalização ambiental, cuja competência se relacionava com o monitoramento quali-quantitativo da água, outorga de direito de uso de recursos hídricos e fiscalização de recursos hídricos. Em 2011 assumiu a recém criada Subsecretária de controle e fiscalização ambiental da Secretaria de estado de meio ambiente e desenvolvimento sustentável (Semad) responsável pela coordenação de toda a fiscalização ambiental no estado. No ano de 2013 retornou ao Igam para assumir a direção geral, onde permaneceu até início de 2015. Em 2015 foi nomeada como secretária adjunta da Semad. De 2016 a 2017 respondeu novamente pela fiscalização ambiental na Semad. No ano de 2018 foi nomeada diretora geral do Igam. Na academia iniciou em 2007 como professora no curso de engenharia civil na escola de Engenharia Kennedy. Desde então teve a oportunidade de lecionar na graduação da PUC e UFMG, como professora substituta. Lecionou em cursos de pós graduação nas instituições IETEC, UNIP e PUC. Desde 2017, faz parte do corpo docente da Universidade Vale do rio Verde (UninCor) no programa de mestrado Sustentabilidade em Recursos Hídricos. Em 2018 assumiu a coordenação acadêmica do curso.

Irene Carniatto

CEPED UNIOESTE


Pesquisadora e docente do Programa de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Rural Sustentável, Coordenadora do Centro Universitário de Estudos, Pesquisas e Extensão de Proteção e Desastre – CEPED UNIOESTE - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel-PR, atualmente  é Coordenadora  da Rede Internacional de Pesquisa em Desenvolvimento Resiliente ao Clima.

Vilmar Alves Pereira

FURG


Professor da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Professor Colaborador na Universidade Internacional do Cuanza (UNIC). Professor Orientador de Doutorado em Educação na Universidade Internacional Iberoamericana (UNINI) em Porto Rico e Doutorado em Projetos UNINI - México. Bolsista de Produtividade do CNPq Nivel 2 em Educação. Atual Coordenador do Conselho de Educação da ARUTEMA - Associação Rio Grandina de Umbanda e Religiões de Matriz Africana. Autor de mais de uma centena de artigos publicador em Revistas Indexadas e 23 obras em formatos de livro e ebook com diferentes parcerias. Integrante Rede Internacional de Pesquisa em Desenvolvimento Resiliente ao Clima e da Red Iberoamericana de Educação Positiva Inclusiva (ES). Atual trabalho com destaque internacional Qué será mañana?: Educación ambiental en América Latina y Caribe, justicia ambiental y COVID-19.

Bruna de Souza Moraes

UNICAMP


Graduada em Engenharia de Alimentos pela Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos - Universidade de São Paulo (2007). Mestrado e doutorado em Ciências da Engenharia (Hidráulica e Saneamento) na Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo (2009 e 2012). Foi pesquisadora pós-doutoranda no Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR), com intercâmbio da pesquisa na University of Southern Denmark (SDU). Atualmente é Coordenadora Associada e Pesquisadora do Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), professora permanente do Programa de Pós-Graduação de Planejamento de Sistemas Energéticos (PSE) da Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM), Unicamp, e docente participante do programa de Doutorado em Bioenergia (UNICAMP/UNESP/USP). Tem experiência na área de tratamento biológico de resíduos, atuando especialmente nos temas relacionados a digestão/co-digestão anaeróbia, obtenção de subprodutos do processo com valor agregado e aproveitamento energético a partir do biogás. Fornece consultoria no campo de recuperação de energia a partir de resíduos com responsabilidade ambiental.

Vicelma Luiz Cardoso

UNICAMP


Possui graduação em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia Química (1983), graduação em Licenciatura em Ciências pela Universidade Federal de Uberlândia (1982), graduação em Graduação em Licenciatura Plena em Física pela Universidade de Franca (1983), graduação em Graduação em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Universidade de Franca (1985), graduação em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal de Uberlândia (1984), mestrado em Engenharia Química pela FEQ/UNICAMP (1988) e doutorado em Engenharia Química pela FEQ/UNICAMP (1994). Atualmente é professora Titular da Universidade Federal de Uberlândia. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Processos Bioquímicos. è bolsista produtividade 1D do CNPq.

Renata Piacentini Rodriguez

UNIFAL


Professora Associada da Universidade Federal de Alfenas, campus de Poços de Caldas e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia Ambiental. Doutora em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo e Mestre em Biotecnologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Especialista em processos de tratamento de efluentes, com ênfase na produção de bioenergia por meio de processo anaeróbios e na remoção de metais utilizando biosorventes. Atuou como pesquisadora visitante do Argonne National Laboratory em pesquisas envolvendo o ciclo do ferro e enxofre em sistemas acidogênicos em parceria com o grupo de Biogeoquímica Ambiental. Desenvolve projetos na área de bioflotação de minérios e consultoria na área de tratamento de elfuentes e produção de bioenergia. É uma das idealizadoras do canal Cienplifica para divulgação da ciência no Youtube e coordenador do Pod Poços de Caldas 500 Mulheres Cientistas.

Giselle Patricia Sancinetti

UNIFAL


Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Uberlândia (1997), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Uberlândia (2001) e doutorado em Engenharia Química pela Universidade Federal de São Carlos (2004). Atualmente é professora Associado II do Instituto de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal de Alfenas. Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Controle de qualidade e tratamento de efluentes líquidos, atuando principalmente nos seguintes temas: fenol, chorume, drenagem ácida de mina, surfactantes, reator anaeróbio de leito fluidificado, reator UASB e reator em bateladas sequenciais.

Andrés Kogan Valderrama

Sociólogo en la Municipalidad de Lo Prado


Sociólogo do Município de Lo Prado (Santiago do Chile), Formado em Educação para o Desenvolvimento Sustentável, Mestre em Comunicação e Cultura Contemporânea, Doutorando em Estudos Sociais Latino-Americanos, Membro do Comitê Científico da Revista Iberoamérica Social, Membro do Global Good Living Movement, Diretor do Observatório Plurinacional da Água www.oplas.org

Michele Sato

UFMT


Licenciada em Ciências Biológicas (São Paulo: 1982), mestre em Filosofia (Norwich: 1992), doutora em ciências (São Carlos: 1997), pós-doutorado em Educação (Canadá, 2007), pós-doutorado em educação (Espanha, 2014). É docente titular no Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e pesquisadora do Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Arte (GPEA). Principais áreas de atuação: educação ambiental, artes, emergência climática, direitos humanos, migração climática e epistemologia popular. É coordenadora da Rede Internacional de Pesquisadores em Educação Ambiental e Justiça Climática (REAJA), envolvendo 5 países e 17 entidades.

Pablo Angel Meira Cartea

Universidade de Santiago de Compostela – Espanha


Universidade de Santiago de Compostela – Espanha

Educação Ambiental, mudanças climáticas e Pedagogia Social

Javier Reyes Ruiz

Centro Universitario de Ciencias Biológicas y Agropecuarias – Universidade de Guadalajara - México


Doutor em Ciências Sociais. Professor-pesquisador do Mestrado em Educação Ambiental da Universidade de Guadalajara, México.

Fabricio Santos Rita

IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho


Possui formação Técnica em Enfermagem e em Segurança do Trabalho. Bacharel e Licenciado em Enfermagem. Especialista em Saúde e Segurança do Trabalho ( UNIUBE), Educação ambiental (UFLA), e Gestão Ambiental (CLARENTIANO) . Mestre em Biotecnologia aplicada à Saúde (UNAERP). Doutor em Promoção de Saúde pela UNIFRAN (Universidade de Franca). Membro da Comissão Organizadora do Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas. Atua como docente Titular no IF Sul de Minas Campus de Muzambinho, desenvolvendo ações profissionais nas temáticas de saúde, segurança e meio ambiente. Entre as metodologias instituídas em sua prática de ensino implementa a ênfase de atividades relacionadas a prevenção de riscos, minimização de patologias ocupacionais, caracterização entre ambiente de trabalho, ecologia e harmonização entre homem e natureza, bem como o uso racional das tecnologias e da saúde laborativa.Busca identificar e estreitar as inter-relações entre as mudanças climáticas e os efeitos sobre a saúde dos trabalhadores. Leciona nos cursos de Enfermagem, Vigilância em Saúde, Urgência e Emergência, Enfermagem do Trabalho, Segurança do Trabalho,e Meio Ambiente.

Diego Freitas Rodrigues

ITP - Sergipe


Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos com estágio "Sandwich" no Centro de Estudios Demográficos, Urbanos y Ambientales do Colégio de México. Atua como Pesquisador Colaborador do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP - Sergipe). Coordenador do Programa de Pós Graduação em Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas do Centro Universitário Tiradentes e Professor Colaborador do Programa de Pós Graduação em Saúde e Ambiente da Universidade Tiradentes. Membro da Associação Brasileira de Avaliação de Impacto (ABAI) e da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP). Áreas de interesse: Políticas Públicas; Avaliação de Impacto Ambiental; Avaliação de Políticas e Programas na área de Saúde Ambiental; Política Comparada; Indicadores de Sustentabilidade. Blog: https://observatoriodeimpactos.blog/

Lílian Caesar

UFRGS


Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGBM - UFRGS). Tem estudado a saúde das abelhas, com foco em relações simbióticas (vírus, bactérias, fungos), sistema imune e comportamento. Seu modelo de estudo é a síndrome anual das mandaçaias (Melipona quadrifasciata), que leva ao colapso de um grande número de colônias no sul do Brasil. Graduada pelo curso de Licenciatura em Ciências Biológicas na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Inciciou a carreira acadêmica no Laboratório de Pesquisas em Câncer (LaPesC) do Centro de Pesquisa Experimental do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), onde posteriormente tornou-se bolsista de pesquisa básica do Instituto do Câncer Infantil (ICI-RS). Atuou em pesquisas envolvendo moduladores epigenéticos no tratamento de gliomas. Em seguida recebou uma bolsa de iniciação científica (CNPq) no Laboratório de Biologia Molecular da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISNOS-RS). Lá trabalhou com genética de populações, evolução e modulação epigenética na relação simbiótica entre Drosophila e Wolbachia.

Joel Henrique Ellwanger

UFRGS


Doutor em Genética e Biologia Molecular pelo Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre (2015) em Biologia Celular e Molecular pelo Centro de Biotecnologia (CBiot) da UFRGS e bacharel em Ciências Biológicas (2015) e Nutrição (2010) pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). Atualmente é bolsista de pós-doutorado (PNPD-CAPES) do Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular do Departamento de Genética da UFRGS, desenvolvendo suas atividades de pesquisa no Laboratório de Imunobiologia e Imunogenética. Atua como revisor de periódicos como Biomedicine & Pharmacotherapy, PeerJ, The Journal of Infectious Diseases, Future Microbiology, Clinical Nutrition, Journal of Infection and Public Health, Animal Biotechnology, Medicinal Chemistry, Mediators of Inflammation, Nutrition, Anais da Academia Brasileira de Ciências, entre outros. Participa de diversos trabalhos com foco na investigação do papel do CCR5 (gene e proteína) e de variantes genéticas em doenças inflamatórias e virais. Também colabora com diferentes projetos de pesquisa através da realização de uma gama de técnicas de biologia celular e molecular. Tem experiência principalmente nas áreas de Genética e Biologia Molecular, com especial interesse em (I) genética humana, (II) imunogenética das doenças virais, (III) interações vírus-hospedeiro, (IV) ecologia das doenças infecciosas e (V) One Health.

Taisa Costa

Danone


Formada em direito, Taisa Costa é, atualmente, Gerente de Sustentabilidade da Danone. Com experiência em grandes multinacionais, a profissional construiu na Danone sua trajetória de liderança em negócios de impacto socioambiental. Taisa está na companhia há cinco anos e tem experiência na incorporação da sustentabilidade por meio de planejamento estratégico nas frentes de Agricultura Regenerativa, Mudanças Climáticas e Água, além da liderança da Certificação B CORP.

Emiliano Teran Mantovani

CLACSO


Doutor em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidade Autônoma de Barcelona e membro do Observatório de Ecologia Política da Venezuela (centro CLACSO)

Ricardo Galvão

Academia de Ciências do Estado de São Paulo e da Academia Brasileira de Ciências


Possui graduação em Engenharia de Telecomunicações pela Universidade Federal Fluminense (1969), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (1972), doutorado em Física de Plasmas Aplicada pelo Massachusetts Institute of Technology (1976) e Livre-Docência em Física Experimental pela Universidade de São Paulo (1983). É professor titular do Instituto de Física da Universidade de São Paulo. Foi diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (2004-2011), diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2016-2019), presidente da Sociedade Brasileira de Física (2013-2016) e membro do Conselho Científico da Sociedade Europeia de Física (2013-2016).É membro da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e da Academia Brasileira de Ciências. É especialista em física de plasmas e fusão nuclear controlada

Ana Carolina Amaral

Grupo Folha


Ana Carolina Amaral é jornalista formada pela Unesp e mestra em Ciências Holísticas pelo Schumacher College.

Colaborou para veículos como Envolverde, Superinteressante, Carta Capital, Época e Globo News. Cobriu conferências internacionais como a Rio+20 e as COPs do Clima da ONU, desde a Conferência de Paris. Em 2014, colocou no ar o site “Mulher e Sustentabilidade”, projeto jornalístico pioneiro no país sobre o enlace entre os temas. Na Câmara Municipal de São Paulo, criou produtos de engajamento público a partir de videorreportagens. Antes, na TV Brasil, foi repórter e produtora do jornalismo diário e do especial Caminhos da Reportagem, tendo participado de produções premiadas –incluindo menção honrosa no prêmio Vladimir Herzog em 2012.

Atua com questões ambientais e de sustentabilidade desde 2001 –na criação de projetos, livros educativos, assessoria de comunicação, consultoria e facilitação. Hoje cria formatos e conteúdos audiovisuais pela Criadora e é secretária-executiva da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental.

Erivam Morais de Oliveira

Presidente da ABEJ


Graduado em Comunicação Social Jornalismo (1989)? Especialista em Teoria da Comunicação Social pela Faculdade Cásper Líbero (1997); Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo com a dissertação e documentário em vídeo: Hércules Florence: Pioneiro da fotografia no Brasil (2003). Atualmente é Professor de Fotojornalismo e Fotografia do Curso de Jornalismo da ESPM-SP - Escola Superior e Propaganda e Marketing - Presidente da ABEJ Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo - (antigoFNPJ Fórum Nacional de Professores de Jornalismo) - Membro da Comissão de Ética da ARFOC ? Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo (05/2019 até 05/2021) - Vice-Presidente da Casa Arte Cidadania (2007 até 2019), (organização não governamental). Com atauação em diversas áreas da Comunicação, com passagens pelas Rádios América, Nacional (atual Globo de São Paulo) e Excelsior (atual CBN) e Capital? TVs Ribeirão e Globo de São Paulo? Revistas Semanário e Contigo? Jornais Diário Popular (atual Diário de S. Paulo); O Globo, atuou como professor, coordenador e chefe de departamento das principais instituições universitárias do Brasil, como: UFV - Universidade Federal de Viçosa? Faculdade Cásper Líbero, Uni Sant´Anna, Belas Artes, Universidade Anhembi Morumbi, Universidade de Sorocaba e dos cursos técnicos e livres do Senac-SP. Foi membro dos Grupos de Pesquisas do CNPq Comunicação, Linguagens e Tecnologias na UFV Universidade Federal de Viçosa, (2009 - 2012)? GP Comunicação e Cultura Visual da Pós-graduação na Faculdade Cásper Líbero, (2006 - 2009)? desenvolveu pesquisa para o CIP ? Centro Interdisciplinar de Pesquisa da Faculdade Cásper Líbero, onde apresentou o trabalho, As diferentes forma do Olhar ? O candomblé de Pierre Verger e José Medeiros, no Fórum de Pesquisa da Cásper Líbero (2008/9), é autor de vários artigos e do livro - Fotojornalismo Uma viagem entre o analógico e o digital, (2009), foi orientador e responsável de vários trabalhos prêmiados no Expocom Sudeste e Nacional, entre eles o site www.com.ufv.br/photo (desativado) que tinha como objetivo divulgar e refletir sobre trabalhos fotográficos realizados pelos alunos da UFV, aproximando-os do mercado e de outras Instituições de Ensino? é pesquisador de fotojornalismo e fotografia, desenvolvendo trabalhos de Foto-áudio Reportagem com dispositivo móvel, Memórias do Fotojornalismo, Pelo Mundo ESPM, Movimentos Artísitcos, Templos Religiosos, exposição virtual, fotografia 360º, fotografia panorâmica, fotorreportagem, mosaico, photosynth, time lapse, estudando e analisando os rumos que a fotografia toma com a advento da convergência transmidiática. Editor e orientador no https://jornalismosp.espm.edu.br/category/fotos/ - co-autor do blog https://valedoriodelamablog.wordpress.com/ e editor responsável do site https://fototransmidia.com.br

Eloisa Beling Loose

UFRGS


Pesquisadora e consultora na área de comunicação e meio ambiente, com ênfase em mudanças climáticas. Pós-doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2018), com bolsa Capes. Graduada em Comunicação Social - habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2007), mestre em Comunicação e Informação pela UFRGS (2010), doutora em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2016) e doutora em Comunicação pela UFRGS (2021). Realizou estágio doutoral, com financiamento da Capes, na Universidade do Minho (2014). Recebeu o Prêmio Capes 2017 pela melhor tese na área de Ciências Ambientais. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo Científico e Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: divulgação científica, comunicação de riscos e desastres, e comunicação climática. Já foi professora nos cursos de Jornalismo da UFPR e do Centro Universitário Internacional (Uninter). É vice-líder do Grupo de Pesquisa Jornalismo Ambiental (CNPq/UFRGS) e membro da International Environmental Communication Association (IECA) e da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Autora da obra "Jornalismo e Riscos Climáticos" (Editora UFPR/2020) e de de dezenas de artigos científicos e capítulos de livro.

Tatiana de Carvalho Duarte

IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho


Doutoranda em Desenvolvimento Humano e Tecnologias pela UNESP - Rio Claro, mestre em Comunicação Midiática pela UNESP - Bauru, pós-graduada em Comunicação Empresarial pela Universidade Metodista de São Paulo, graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Viçosa. Realiza atividades de pesquisa e práticas em Divulgação Científica, área em que atua desde 2010. Jornalista do departamento de comunicação do IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho. Membro do conselho editorial da revista de extensão e do comitê avaliador de boletins técnicos do IFSULDEMINAS. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogia do Esporte e Movimento (GEPPEM) e Membro do comitê avaliador da Jornada Científica do IFSULDEMINAS e do IFNMG. Ganhadora da primeira edição do Startup Weekend Poços de Caldas 2018 e do Prêmio FIAT de Educação por melhor desempenho acadêmico. Autora de diversos artigos em prol da divulgação da Ciência e Tecnologia, mais especificamente através do uso de novas tecnologias, redes sociais e da efetiva inclusão digital da população. Como o artigo “Protocooperative Social Networks” publicado no Fonseca, Journal of Communication. Autora do Livro “Pés pelas Mãos um retrato da migração cafeeira” e dos capítulos “O Disfarce” no livro “Imagens da Vida” e de uma carta no livro “RACISMO: São Paulo Fala!” sobre o fim da escravidão no Brasil. Membro do comitê organizador de diversos eventos em prol da Divulgação científica, como do Congresso Nacional de Meio Ambiente, do Congresso de Educação da AMOG, do 1º Fórum da Cafeicultura e do 5º Congresso Internacional de Tecnologia Educacional da ABT - Associação Brasileira de Tecnologia Educacional, dentre outros.

Gilberto Coelho

UFLA


Professor Associado da Universidade Federal de Lavras lotado no Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento. Possui graduação em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Lavras (1999), mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Lavras (2001) e doutorado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Lavras (2005). Foi pesquisador bolsista de Pós_Doutorado na Universidade Federal de Lavras de 2006 a 2009, onde desenvolveu pesquisas relacionadas aos recursos hídricos superficiais e subterrâneos, lecionou hidrologia nos cursos de graduação e pós-graduação e Fundamentos de Irrigação e Drenagem nos cursos de graduação. Foi professor adjunto na Universidade Federal de Pelotas, lecionando Hidráulica, Irrigação e drenagem e Hidrologia na Facudade de Agronomia Eliseu Maciel, entre 2009 e 2010. Atualmente é Professor na Universidade Federal de Lavras - UFLA. Exerceu a funções de Subchefe do Departamento de Engenharia de 2012 a 2018, chefe do Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento de 2018 a 2020, de coordenador adjunto do Programa de Pós-Graduação Recursos Hídricos de 2012 a 2015 e de coordenador do Programa de Pós-Graduação Recursos Hídricos de 2015 a 2018, é coordenador da Empresa Júnior de Engenharia Agrícola e membro da diretoria do Comitê Estadual de Recursos Hídricos Afluentes do Rio Grande ? UPGRH GD1. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Engenharia de Água e Solo, atuando principalmente nos seguintes temas: hidrologia, geoprocessamento, hidráulica, manejo de bacias hidrográficas e conservação da água e do solo. 

Patrick Thadeu Thomas

Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)


Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1999), mestrado em Engenharia de Recursos Hídricos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e doutorado em Engenharia de Recursos Hídricos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008). Atualmente é especialista em recursos hídricos da Agência Nacional de Águas. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Hidráulica, atuando principalmente nos seguintes temas: cobrança pelo uso de recursos hídricos e gestão de recursos hídricos.

Leonardo Nascimento

NewClimate Institute


Leonardo é pesquisador de políticas climáticas e trabalha na avalição de ações climáticas nacionais e o seu efeito nas trajetórias de gases do efeito estufa. No seu trabalho no NewClimate Institute, na Alemanha, Leonardo contribui em projetos como o Climate Action Tracker e Climate Change Performace Index, availando os comprometimentos e ações nacionais em relação aos objetivos do Acordo de Paris. Na sua pesquisa na Universidade de Wageningen, ele avalia o efeito histórico de políticas climáticas e o que explica seu sucesso em contextos específicos

Guilherme Brammer

Boomera


CEO e founder Boomera

Dr. Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido

IFSuldeminas


Dr. Lucas Eduardo de Oliveira Aparecido

Dr. Sergio Margulus

PUC Rio


Sergio Margulis possui graduação em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1977), mestrado em Matemática pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA, 1981) e doutorado em Economia Ambiental no Imperial College London (1988). Foi Secretário de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (2013-2015); Assessor Especial da Ministra do Meio Ambiente (2012-2013); economista de meio ambiente do Banco Mundial em Washington DC entre 1990 e 2012, Presidente da FEEMA (antigo INEA, 1995-1996) e pesquisador do IPEA (1980-1990). Atualmente é pesquisador sênior associado do Instituto Internacional para a Sustentabilidade e da WayCarbon. Ao longo da carreira desenvolveu estudos em diversos temas ambientais, incluindo desmatamento da Amazônia, gestão da poluição urbana, gestão de recursos hídricos, valoração ambiental e mudança do clima. Atualmente tem concentrado seus trabalhos na área de adaptação às mudanças do clima.

Prof. Dr. Gabriel Brito Costa

Universidade Federal do Oeste do Pará


É Bacharel em Meteorologia pela Universidade Federal do Pará (2007). Mestre em Meteorologia pela Universidade Federal de Alagoas (2009). Doutor em Ciências (Área de concentração: Ecologia Aplicada) pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ) e Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA) da Universidade de São Paulo - USP (2015). Atualmente é professor Adjunto C-II da Universidade Federal do Oeste do Pará, na área de Agrometeorologia.Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Meteorologia, atuando nas seguintes áreas: Ciências Ambientais, Agrometeorologia,Micrometeorologia, Climatologia,Biometeorologia e Ecologia. Coordenou o curso de Bacharelado em Ciências Atmosféricas da Universidade Federal do Oeste do Pará, obtendo reconhecimento junto ao Inep/MEC com conceito 4. Atuou como diretor de pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica da Ufopa.

Prof. Dr. José Reinaldo da Silva Cabral de Morais

IFMS


Professor Substituto do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) - Campus Naviraí. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Agronomia (Produção Vegetal), da Universidade Estadual Paulista " Julio de Mesquita Filho" (UNESP) - Jaboticabal, atuando na linha de pesquisa de agrometeorologia e modelagem. Mestre em Agronomia (Produção Vegetal) na área de agrometeorologia e modelagem - UNESP Jaboticabal (2017). Engenheiro Agrônomo formado pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA-2015). Atuou em projetos de pesquisas no departamento de agrometeorologia da Embrapa Amazônia Oriental e da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Tem experiência na área de modelagem agrometeorológica, uso de técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto, geoestatística e agricultura de precisão.

Prof. Marcos Silveira Buckeridge

USP


Marcos Buckeridge foi Pesquisador Científico do Instituto de Botânica da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo por 20 anos. Em 2006 se mudou para a USP, onde hoje é Professor Titular do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. No período de 1993 a 2018, exerceu diferentes atividades como: Presidente da Associação dos Estudantes e Pesquisadores na Grã-Bretanha, Presidente da Sociedade Botânica de São Paulo, Diretor do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (INCT do Bioetanol), Presidente da Academia de Ciências do Estado de São Paulo e Diretor do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. É membro do Instituto de Estudos Avançados da USP, onde criou e coordena o programa USP-Cidades Globais. O trabalho de Buckeridge já gerou 4 livros, 8 patentes, mais de 50 teses de mestrado e doutorado e mais de 180 publicações científicas em fisiologia, bioquímica e biologia molecular de plantas. Seu trabalho hoje tem como enfoque principal a biologia de sistemas, principalmente com a aplicação da teoria de redes para compreender o funcionamento da planta como um todo.

Prof. John Elton de Brito Leite Cunha

UFCG


John Cunha possui graduação em Engenharia Civil, mestrado em Engenharia Civil e Ambiental e doutorado em Recursos Naturais pela Universidade Federal de Campina Grande (2018). Desde 2012 é professor do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG. Atuou em vários projetos internacionais de pesquisa com instituições da África, Europa e EUA com sua pesquisa ligada as regiões de clima mediterrâneo e semiárido, tendo assim trabalhos publicados com pesquisadores do Centro de Pesquisas Florestais da Universidade de Lisboa (Portugal) e no Departamento de Cartografia, SIG e Sensoriamento Remoto da Universidade de Goettingen (Alemanha). Seus principais interesses de pesquisa são aplicação de técnicas de sensoriamento remoto para o balanço de energia e água, e estudos de mudança de cobertura do solo no semiárido Brasileiro

Prof. Eduardo Delgado Assad

Inventário Nacional de Gases de Efeito Estufa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação


Eduardo Delgado Assad é formado em Engenharia Agrícola em 1979 pela Universidade Federal de Viçosa. Fez Mestrado e Doutorado, na França, no período de 1982 a 1987, na Universidade de Montpellier .É pesquisador da Embrapa desde 1987, onde atuou no Centro de pesquisas do Cerrados e atualmente  é pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária. Foi chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Cerrados e chefe  da Embrapa Informática Agropecuária. Atuou por mais de dez anos como coordenador técnico nacional do Zoneamento Agrícola de Riscos Climáticos do Ministério da Agricultura. Coordenou vários projetos em rede nacional sobre mudanças climáticas na agricultura. É membro do comitê científico do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas. Foi Secretário de Mudanças Climáticas e  Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, no ano de 2011. Professor de mudanças climáticas  do curso de pós-graduação em agronegócios da Fundação Getúlio Vargas. Coordenador técnico do Inventário Nacional de Gases de Efeito Estufa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação.

Prof. Paulo Sérgio Lúcio

UFRN


Graduação em Matemática pela Universidade Federal do Espírito Santo (1987), Mestrado em Estatística pela Universidade Estadual de Campinas (1991) e Doutorado em Geofísica pelo "Institut de Physique du Globe de Paris" (1996). Pós-Doutorado no Instituto Superior Técnico de Lisboa (2001), no Centro de Geofísica da Universidade de Évora (2002-2005) e no "Laboratoire d'Océanographie et du Climat, Expérimentation et Approches Numériques" (LOCEAN) na França (2011/2012). Professor do Departamento de Estatística da Universidade Federal de Minas Gerais (1991-2002). Assessor-Técnico (colaborador sênior) do Instituto Nacional de Meteorologia (2006). Atualmente é Professor Associado do Departamento de Ciências Atmosféricas e Climáticas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Investigador Científico do Centro de Geofísica da Universidade de Évora, Coordenador do Grupo de Pesquisas do CNPq sobre "Clima, Ambiente, Saúde e Educação", Professor do Bacharelado em Meteorologia e do Programa de Pós-graduação em Ciências Climáticas (PPgCC). Coordenador do PPgCC (2012-2016) da UFRN.

Renato Franklin

Movida


Renato Franklin é graduado em Administração de Empresas e Ciências Contábeis, com MBA em Finanças pelo IBMEC, Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas pela FDC e INSEAD/França, e Liderança Executiva pelo IMD (Institute of Management Development) / Suíça. No período de 2010 a 2013, trabalhou como Gerente Geral na VALE S.A., empresa do setor de mineração, nas áreas de Finanças, Suprimentos e Planejamento Estratégico, e no período de 2013 a 2014 trabalhou como líder da área de Suprimentos da Suzano Papel e Celulose, empresa do setor de papel e celulose. O Sr. Renato Horta Franklin foi admitido na Companhia como Diretor Executivo em maio de 2014 e em 2015 foi eleito o Diretor Presidente.

Isis Nobile Diniz

IEMA


Coordenadora de comunicação do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA). Fui bolsista de divulgação e disseminação científica do CNPq (2018-2019) e colunista de sustentabilidade do programa Desperta (Rádio Transamérica), no segundo semestre de 2019. Sou especializada em marketing pela FGV e formada em jornalismo com pós-graduação em divulgação científica pela ECA/USP. Palestrei no TEDx São Paulo em 2018. No mesmo ano, atuei na comunicação da organização da sociedade civil Pacto pela Democracia e escrevi o dossiê sobre o desmatamento em Unidades de Conservação na Amazônia, do Imazon. Algumas das minhas competências de destaque são: coordenação de comunicação, gestão e criação de conteúdo, relações pessoais em geral e posicionamento de marca. Durante cinco anos, planejei e realizei a comunicação da organização do terceiro setor Iniciativa Verde. Escrevi e gerenciei a comunicação de projetos especiais como o Plantando Águas, patrocinado pela Petrobras. Tenho mais de 20 anos de experiência em comunicação multimídia com passagens pela Folha de S.Paulo, por portais de internet (G1, Yahoo, IG e UOL), televisão (RedeTV! e TV Horizonte), revistas especializadas (Pesquisa FAPESP, Revista Lumière, entre outras) e publicações generalistas como a revista Época. Sou autora do blog Xis-xis, sobre ciência e meio ambiente, participante da rede ScienceBlogs Brasil (scienceblogs.com.br/xisxis) e do canal Além da Bio, que faz parte do YouTube Educação.

Tatiana Tozzi Martins Souza Rodrigues

IFNMG campus Januária


Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Montes Claros (2002) e mestrado e doutorado em Fitopatologia pela Universidade Federal de Viçosa com período sanduíche na University of British Columbia, Vancouver, Canadá (2009). Desde 2010 é docente no IFNMG Campus Januária. Desenvolve pesquisa com microrganismos endofíticos associados à espécies vegetais do cerrado, mata seca e cultivadas e de solo no controle biológico de fitopatógenos, potencial enzimático, solubilização de nutrientes e promoção de crescimento em plantas. Trabalha com medidas de manejo integrado de doenças com destaque para controle biológico e cultural de patógenos de solo. Estuda o uso de remineralizadores de solo no aumento da resistência da planta a doenças e pragas e aspectos produtivos da culturas. Coordena o Núcleo de Estudos Integrados em Fitopatologia e Agricultura Biológica - NEIFIT Agri Bio.

Aloisio Calsoni Bozzini

UNIARARAS


Sistema de Gestão Ambiental

Afonso Peche Filho

IAC


Educação Ambiental de adultos – Andragogia Ambiental

Generci Dias Lopes

IFSULDEMINAS – Campus Muzambinho


Reaproveitamento Resíduos

Paula de Fátima Martins Rodrigues

USP Ribeirão Preto


"Bate papo" Hymenoptera, como se comunicam os insetos eussociais?

Rosangela Francisca de Paula Vitor Marques

UNINCOR


Saneamento investimento social de alto impacto

Marcos Vinícius Boherer Monteiro Siqueira

UEMG FRUTAL


Genética da Conservação

Victor Herbert Alcântara Ribeiro

UFCG


Alimentos nutracêuticos e o potencial da caatinga

Claudiomir Silva Santos

IFSULDEMINAS -Campus Muzambinho


Perícia e Auditoria Ambiental

Alisson de Souza de Oliveira

UNINCOR


Monitoramento da dinâmica da agua em nascentes

Giliane Aparecida Vicente da Silva Souza

UFPB


Agricultura Familiar

Virginia Mirtes de Alcântara Silva

UFCG


Cinética de Congelamento para crioconservação de sementes

Ana Paula Lemes de Souza

UNIS


Mudanças Climáticas e Justiça Global

Marcel de Campos Oliveira

UEMG FRUTAL


Mercado de bebidas orgânicas

Thiago Ferreira

INSA/MCTI


Produção de Sementes Florestais

Renata Teixeira de Almeida Minhoni

UNESP BOTUCATU


A importância do carbono orgânico do solo na agricultura

Marcelo Henrique Fernandes de Faria Rocha

UNINCOR


Os caminhos para a energia e a crise hídrica no antropoceno