Prof. Dr. Alexandre de Avila Leripio

Universidade do Vale do Itajaí

Eng. Agrônomo, Mestre em Agronomia, Doutor em Engenharia de Produção. É professor e pesquisador da UNIVALI, vinculado ao Programa dePós-Graduação em Administração (PPGA). Possui mais de 20 anos de experiência em projetos na área de sustentabilidade em organizações como Tractebel Energia, Furnas Centrais Elétricas, PETROBRAS, CELESC, Irmãos Zen, SEBRAE/Santa Catarina, SEBRAE/Pará, SEBRAE/Nacional, Weatherhaven Inc., PROANTAR/Marinha do Brasil e outras. Atualmente é Coordenador de Inovação do Sumá, uma startup de impacto social focalizada em comércio justo da agricultura familiar.

Profa. Dra. Ana Clara Mourão Moura

Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Arquitetura e Urbanismo (1988), Especialização em Planejamento Territorial e Urbano pela PUC-MG e Universidade de Bolonha (1990), Mestre em Geografia (Organização Humana do Espaço) pela UFMG (1993) e Doutora em Geografia (SIG) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002). Atualmente é professora da UFMG, Departamento de Planejamento Urbano, e coordena o Laboratório de Geoprocessamento na Faculdade de Arquitetura. Tem experiência nas áreas de Planejamento Urbano e Geociências, com ênfase em análise espacial, Sistemas de Informação Geográfica, Visualização Cartográfica, Diagnóstico Ambiental Urbano, gestão do Patrimônio Espacial e Paisagístico. Atua principalmente nos seguintes temas: SIG, Paisagem, Patrimônio Cultural, Análise Ambiental e Análise Urbana. Coordenador do grupo de pesquisa CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico): “Geoprocessamento na gestão da paisagem urbana e análise do meio ambiente”.   Foi condecorada com a Medalha de Mérito cartográfica pela Sociedade Brasileira de Cartografia e foi nomeada como uma das 5 personalidades da Década em Geoprocessamento (MundoGeo).   Trabalha na temática GIS Technologies desde o início dos anos 90, quando foi para a Itália (Bolonha) aprender o uso de Representação Digital e SIG para aplicar na requalificação, legalização e urbanização de favelas, além de ministrar GIS nos cursos de Arquitetura e Urbanismo. 1991. Foi pioneira no uso de SIG no Brasil, e escreveu o primeiro livro em português sobre aplicações em GIS em Gestão e Planejamento Urbano (Moura, 2003), que é a terceira edição revisada (Moura, 2014). Desenvolve investigações inéditas no Brasil, abrindo fronteiras para produzir metodologias que apoiarão a revisão do modo de representação, análise, simulação e proposta da paisagem urbana. A ideia é dar suporte às decisões nos Planos Diretores com o objetivo de revisar a implementação dos parâmetros urbanísticos que moldam a volumetria da paisagem nas cidades formais, com potencial para discussão de futuros alternativos da paisagem informal de ocupações regularizadas.