Danielle Oliveira

Instituto Você / Universidade Estadual de Goiás

Engenheira de Computação especialista em Inteligência de Negócios, Consultora Sistêmica Organizacional, Master Coach, Master Pratictioner e Trainer em PNL e Analista Comportamental.

Ver palestra

Claudia Melo

IME - USP

Claudia Melo é pesquisadora associada ao IME-USP, onde conduz pesquisa sobre ecossistemas de empreendedorismo em software. Foi Global Head of Learning & Development na ThoughtWorks e Diretora de Tecnologia da ThoughtWorks América Latina. Doutora em Ciência da Computação pelo IME-USP, trabalhou em conjunto com a Norwegian University of Science and Technology. Nos últimos 16 anos, Claudia uniu-se a diferentes empresas brasileiras e multinacionais com foco em desenvolvimento de software. Também facilitou o aprendizado de alunos de graduação e pós-graduação por 10 anos. Sua pesquisa envolve agilidade, inovação, design de times e organizações, produtividade, motivação e confiança. É participante ativa da comunidade ágil nacional e internacional, com diversas publicações e palestras no Brasil, Estados Unidos, Europa, Escandinávia e Oriente Médio. Em 2015, recebeu o Prêmio Tese Destaque da USP.

Ver palestra

Camila Soares Barbosa

Secretaria do Governo

Graduada em Engenharia de Computação pela Universidade Federal de Goiás (2007) e em Redes de Comunicação pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Goiás (2006), especialista em Segurança em Redes de Computadores pela Faculdade de Tecnologia SENAI de Desenvolvimento Gerencial e mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Goiás. Atualmente é servidora pública federal atuando na área de telecomunicações.

Ver palestra

Karen da Silva Figueiredo

Universidade Federal de Mato Grosso

Professora na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Representante Institucional da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), Doutoranda em Educação (UFMT), Mestre em Engenharia de Software pela (UFF), Especialista em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância (UFF) e graduada em Desenvolvimento de Software (IFF). Trabalha no Laboratório de Ambientes Virtuais Interativos (LAVI) e realiza pesquisas nas áreas de Gênero e Tecnologias, Jogos e Gamificação e Engenharia de Software. É fundadora do projeto Delete Seu Preconceito, coordenadora do Projeto Meninas Digitais em Mato Grosso e colaboradora do portal InspirAda.

Ver palestra

Luciana Bolan Frigo

Universidade Federal de Santa Catarina

Docente na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui graduação em Engenharia de Controle e Automação Industrial (UFSC), mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica (UFSC). Doutora em Ciência da Computação pela Université de Toulouse 1 (França). Trabalhou nas empresas Alcoa Alumínio S.A. e na Accenture Automation and Industrial Solutions. Foi subcoordenadora do curso de Engenharia de Computação (UFSC). Coordenadora do Laboratório de Tecnologias Computacionais (LabTeC) e pesquisadora Núcleo de Estudos e Ações em Gênero, Educação, Mídia e Subjetividade (NUGEMS). Desenvolve pesquisas interdisciplinares que abrangem as seguintes temáticas: gênero e tecnologia, educação, engenharia de software, jogos computacionais e inteligência artificial.

Ver palestra

Ana Fontes

Rede Mulher Empreendedora

Pós graduada em marketing pela ESPM e Relações Internacionais pela USP. Participante do PDE pela Fundação Dom Cabral. Foi executiva de marketing de multinacionais.  Co-fundadora do site Elogieaki. Participou do programa 10.000 Mulheres da FGV \Goldman Sachs onde hoje atua como business advisor . Professora do Programa Empreendedorismo em Ação do Insper. Mentora e jurada de várias competições de empreendedorismo. Especialista em empoderamento e empreendedorismo feminino. Fundadora da Rede Mulher Empreendedora, a primeira e maior rede de apoio a empreendedoras do Brasil  com mais de 240 mil participantes. Fundadora e Curadora do evento anual  Virada Empreendedora, um dos maiores eventos de empreendedorismo do Brasil. Consultora do Projeto Itaú Mulher Empreendedora.  Especialista em Empreendedorismo da Escola de Você. Em 2013 foi uma entre as duas únicas brasileiras selecionadas para o programa de Fellows da Vital Voices, foi também uma das 4 finalistas brasileiras do programa Women Change Makers da Womanity Foundation. Em 2014 foi  também selecionada para o Programa Winning Women da EY.  Painelista no Fórum Mundial de Direitos Humanos no Marrocos  em 2014. Foi finalista do prêmio Cláudia na categoria negócios em 2015. Foi palestrante TEDX- São Paulo. Ganhadora do Prêmio Spark Awards como Melhor Mentora.

Ver palestra

Silvia Amélia Bim

Sociedade Brasileira da Computação

Coordenadora do Programa Meninas Digitais da Sociedade Brasileira de Computação juntamente com o Prof. Cristiano Maciel (UFMT). Doutora em Informática pela PUC-Rio, mestre em Computação pela UNICAMP e bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) tem 15 anos de experiência como docente do ensino superior. Atualmente é professora do Departamento Acadêmico de Informática da UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná no campus Curitiba onde coordena o Projeto Emíli@s - Armação em Bits. Além do interesse pelo tema Mulheres na Computação também faz pesquisa na área de Interação Humano-Computador, com foco em Engenharia Semiótica.

Ver palestra

Giselle Oliveira

Eyes of Street

Giselle Oliveira, Brasileira, vivendo em Londres há 12 anos. BA em Antropologia e Mídia pela Universidade de Londres (Goldsmiths), Fundadora do projeto social Olhares da Rua (www.eyesofthestreet.org), projeto esse que fomenta o protagonismo de jovens através do uso de ferramentas criativas como fotografia, filme e storytelling; Fundadora da academia de criatividade Kriyar.com, que neste momento incuba um programa de Storytelling, Líder de comunicação da campanha www.itsapenalty.com em parceria com o comitê Olímpico Rio 2016, Diretora Criativa, mentora criativa, ativista da criatividade.

Ver palestra

Gedeane Kenshima

Instituto Federal de São Paulo

Mestranda em Automação e Controle de Processos, Engenheira de Controle e Automação, Técnica em Automação Industrial, ambos pelo IFSP. Atualmente trabalha como Montadora na Tudela Industria. Hobbista e Maker, se interessou por Arduino desde 2013, e realizou projetos na área de Wearables, desde camisetas, bandanas, tiaras e até coroas com leds, sensores e servomotores. Já realizou palestras e mini cursos em eventos de IoT, Arduino e Tecnologia, no RJ, PE, SP, DF, RS, CE, SC. Fã de Angry Birds.

Ver palestra

Julyelly Roberta de Sousa

Instituto Federal de Goiás

Aluna de Engenharia de Controle e Automação no Instituto Federal de Goiás, integrante do grupo de robótica livre GynBot, bolsista CNPq pelo projeto de Iniciação Tecnológica: Desenvolvimento de uma impressora 3D Open Source.

Ver palestra

Christiane Borges Santos

Instituto Federal de Goiás

Tecnóloga em Redes de Comunicação, Mestre em Engenharia Elétrica e da Computação. Professora adjunta no IFG, atua como docente na área de Redes de Computadores a mais de 7 anos. Participa e ajuda na organização de eventos de software livre em Goiás desde 2006. Pesquisadora CNPq e membro do comitê gestor do grupo /MNT (Mulheres na Tecnologia). Usuária GNU/Linux desde 2005. Fundadora do grupo de róbótica Metabotix, e membro do GYNBot. Membro Hackerspace Area31.

Ver palestra

Ingrid Oliveira

Instituto Federal de Goiás

Graduanda em Engenharia de Controle e Automação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás. Pesquisadora na área de desenvolvimento e aplicações de impressoras 3D. Membro do GynBot, grupo destinado à pesquisa e estudos de robótica livre e afins. Entusiasta de programação e economia.

Ver palestra

Erica Calil Nogueira

UFRJ

Historiadora, técnica em computação gráfica, mestranda do PPGI-IM/NCE-UFRJ, pesquisa sobre a inserção feminina na área de informática como forma de empoderamento. Membro do LABASE atuando como assistente de pesquisas. É Vice-Presidente da ABRAPA, Associação Brasileira de Problemas de Aprendizagem, uma ONG cuja missão é promover projetos de atendimento e pesquisa em avaliação e intervenção do desenvolvimento cognitivo.

Ver palestra

Ariane Nathaly Parra Dionísio

Women Up Games

Apaixonada por games, influenciadora digital, empreendedora e designer de games. Formanda em Engenharia de Produção pela PUC-SP. Cursou e certificou-se em Gestão e Liderança pela Universidade de Pittsburgh - EUA em 2009, especialização realizada em parceria com a Universidade Presbiteriana Mackenzie. É mentora de empreendedoras em eventos influentes de tecnologia, palestrante e participante ativa em painéis e debates favorecendo o empoderamento de mulheres através da tecnologia, representando a classe feminina no setor de games.

Ver palestra

Cynthia Zanoni

Microsoft Brasil

Gaúcha, trabalha como Evangelista Técnica na Microsoft Brasil e é fundadora de uma startup especializada em UX. Idealizou a Mobile Summit, uma conferência técnica sobre mobilidade em Porto Alegre. Desde o ínicio de sua carreira, dedica-se ao ativismo open source e já palestrou em eventos como FISL, RSJS e Maratona Digital. É idealizadora WoMakersCode, um projeto focado em capacitação e empoderamento feminino e de minorias e atua, também, como coordenadora nacional do WoMoz (Women & Mozilla), projeto de inclusão e diversidade da Mozilla, o qual teve um ótimo crescimento no país e a levou para representar o Brasil no Leadership Summit da Mozilla, em Cingapura. Nas horas vagas, ama criar projetos e iniciativas que possam contribuir para o fortalecimento das mulheres no mercado de trabalho de tecnologia.

Ver palestra

Flavia Delfim

Thoughtworks

Formada em Ciências Biológicas, tem Mestrado e Doutorado em Genética e Evolução, todos pela UFMG. Possui 7 anos de experiência com Consultoria e em Gestão de Projetos de tecnologia. Gerente de Projetos na Thoughtworks há 1,5 ano, tem como abordagem o aprendizado inquisitivo permitindo que as equipes trabalhem de forma colaborativa para resolver questões em sistemas complexos.

Ver palestra

Marcela Alves

Emporwerit

Eu sou uma desenvolvedora de software no IEPRO - INSTITUTO DE ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS da Universidade Estadual do Ceará, onde eu desenvolvo um aplicativo móvel para pessoas com deficiência para ensino de tópicos de tecnologia em um projeto financiado pela Dell. Eu me formei em Ciência da Computação em 2015, com um programa de intercâmbio na Arizona State University. Em 2009, ganhei uma bolsa de estudos totalmente financiados pelo Ministério da Educação, por isso eu me mudei para Fortaleza, onde estudei Ciência da Computação até junho de 2015. Na minha vida escolar, ganhei medalhas nas Olimpíadas de Matemática e Astronomia. Durante meu tempo nos EUA, eu co-fundei o Brazilian Club at ASU, fiz parte do Cosmology and Astrophysics Research with the Hubble Space Telescope, projeto que recebe financimento da NASA, fui a primeira mulher brasileira a participar da Wolfram Science Summer School em 12 anos de escola de verão na Bentley University, Massachusetts. Recentemente, fui uma das 10 mulheres brasileiras selecionadas para fazer parte dos "BrazilJS - Incentivo a Participação de Mulheres", uma iniciativa da comunidade JavaScript no Brasil para incentivar a partipipação das mulheres na comunidade. Em 2015, ganhei um prêmio de menção honrosa do ITC, Google and CI&T 2015 Women Vendors Forum and Exhibition Tech Challengecom um projeto de empreendedorismo para mulheres e faço parte do Youth&Trade, programa da ONU para incentiver ideias inovadoras para países em desenvolvimento.

Ver palestra

Lhaís Rodrigues

Ávila Soluções

Desenvolvedora na Ávila Soluções, Graduanda em Engenharia da Computação pelo CIn-UFPE, Técnica em Manutenção e Suporte em Informática pela ETEPAM, Microsoft Student Partner, Idealista do Women Makers e Consultora de Desenvolvimento no Mete a Colher. Experiências nas áreas de educação, emponderamento, empreendedorismo feminino, atitude empreendedora, liderança, gestão de equipe, produtividade e tempo e trabalho em equipe em organizações como AIESEC, Women Who Code e Technovation Challenge. Já palestrou em eventos e confereências como Campus Party Brasil, Campus Party Recife, GDG Recife e Dev Fest Nordeste, CSBC, EXPOTEC João Pessoa e Arduino Day Caruaru. Desenvolveu habilidades de desenvolvimento em C# e plataformas .NET no Centro de Inovação da Microsoft ETEPAM, além de obter conhecimentos em outras linguagens como JavaScript, Java, Python, Ruby, C++ e C e plataformas e tecnologias Mobile como Android e Windows Phone. Atuou como coaching em tecnologia no ManyGeekz. Hobbista de IoT e Sistemas Embarcados, onde já atuou como colaboradora no ArduRec. Já vivenciou experiências em países como Suíça e EUA (pelo Programa Ganhe o Mundo). Interessada em criar network, aprender coisas novas e compartilhar conhecimento sempre.

Ver palestra

Ana Paula Lourenço

Centro Universitário Estácio do Ceará

Entusiasta de causas sociais, Ana Paula, se dedica a temática "Mulheres também podem fazer tecnologia" e tem se engajado em desenvolver na cidade de Fortaleza, com o apoio de comunidades de TI e o governo, ações que visem mudar a realidade deste cenário no estado cearense. Pesquisadora do CNPQ entre 2014/2015, Ana, se dedica ao estudo de novas tecnologias para acessibilidade, um de seus projetos de pesquisa neste segmento é o CVOX.

Ver palestra

Alline Jajah

Jajah Networking

Fundou a Jajah Networking, uma empresa de consultoria que conecta empresas e empreendedores aos seus clientes por meio de marketing e tecnologias disruptivas. É Bacharel em Lingüística, estudou artes e design. Ama internet e inovação, sendo organizadora e facilitadora de mais de 30 eventos em todo Brasil. Também é Google Business Group Manager, e aprimorou seu conhecimento em cursos na Google Brasil em SP e em sua sede no Vale do Silício. Acredita que a tecnologia, colaboração e educação empreendedora são a chave para a evolução social. É pioneira na produção do maior evento de empreendedorismo digital do mundo, Startup Weekend.

Ver palestra

Nayara Moura

Thoughtworks

Analista da Qualidade de Software há 5 anos com experiência em empresas das mais tradicionais às mais inovadoras, atualmente atua na ThoughtWorks Brasil aproveitando a incrível experiência de poder unir a paixão por TI á busca por um mercado mais diverso.

Ver palestra

Clarissa Martins

Thoughtworks

Formada em Ciência da Computação na UFPE e com MBA Executivo na ESPM. Mais de 18 anos de experiência trabalhando com desenvolvimento de software, produto e nos últimos 12 anos com desenvolvimento de novos negócios. Atualmente é gerente de desenvolvimento de negócios na Thoughtworks Brasil

Ver palestra

Marina Rodrigues Moschetta

Thoughtworks

Gerente de Projetos na ThoughtWorks Brasil. Arquiteta, pós graduada em Gestão de Projetos na FIA, com mais de seis anos de experiênica em gerencia de projeto. Atuante no Grupo de Gender Justice da TW. Iniciante na área de tecnologia.

Ver palestra

Daniela Andrade

Thoughtworks

Analista Programadora na Thougthtworks Brasil.

Ver palestra

Bárbara Hartmann

Thoughtworks

Programadora, técnica em Informática e aspirante a cientista da computação pela UFRGS. É Consultora de Desenvolvimento na ThoughtWorks, trabalhando com agilidade e linguagens como Ruby e Javascript, e participando de projetos como Rails Girls, Django Girls e Ignite International Girls Hackathon. Acredita no poder de um código bem escrito e na mudança social através da tecnologia.

Ver palestra

Graziela Simone Tonin

Universidade Federal Fronteira do Sul

Sou alguém que primeiro não acredita que rótulos definem pessoas, mas para quem quer ter uma idea do que venho fazendo e por onde tenho andado o google e meu linkedin tem uma memória até mais exata que a minha :) (https://br.linkedin.com/in/grazielasimonetonin) (http://www.dagstuhl.de/de/programm/kalender/semhp/?semnr=16162). Sou uma eterna estudante em busca de evolução. Nos últimos quinze anos aprendi muito sobre a teoria de engenharia de software, principalmente na área de gestão e qualidade, hoje entendo que boa parte desta teoria apenas me ensinou nomes bonitos para conceitos que já vivia na prática desde os cinco anos quando minha responsabilidade era empilhar a lenha para secar no inverno. Mas de fato meu currículo é muito mais um belo exemplo de testes que deram errado e por isso hoje estou aqui. Com eles aprendi muito sobre o que não fazer, como não fazer e o impacto disso tudo. Mas quando estudei e analisei os outros aplicando engenharia de software ahh aí sim, então aprendi um pouco mais com os erros dos outros. :) E cada vez mais isso tudo tem me dado a convição de que engenharia de software pode salvar o mundo.

Ver palestra

Ivanise Maravalhas Gomes

Eaton Ltda

Formada no CSTC/ITA em 1991, especializada em gestão de projetos, e-business, SCRUM master. Trabalhou como desenvolvedora, analista, coordenadora, consultora, gerente e atualmente atua como BRM (business relationship manager) para América Latina numa multinacional americana da área industrial. Acumula desde 2013 a liderança do grupo de diversidade e inclusão para a América do Sul e central focado em desenvolvimento de lideranças femininas.

Ver palestra