VI SINARUB / V SNPD / V EMPURD

VI SINARUB / V SNPD / V EMPURD

Faça sua inscrição
De 13 a 16 de maio Todos os dias das 13h às 18h
Salvador, BA Universidade Católica do Salvador - Campus Pituaçu

Sobre o Evento

Atualizamos alguns itens do regulamento de submissão de artigos, mais precisamente os que tratam do prazo de submissão (Item 5.1 do regumaneto), simplificação das exigências do autores para submissão e prazos complementares (Item 5.9), novos prazos sobre divulgação dos resultados (Item 5.10 e 5.11)e exclarecimentos sobre os eixos temáticos (Item 2).

Assim:

- Prorrogamos o prazo de submissão de artigos para o dia 20 de dezembro de 2019.

- Agora, para o momento da submissão do artigo, basta a inscrição ativa do autor principal.

-A divulgação dos artigos aprovados para o evento será entre dias de 05 e 07 de fevereiro de 2020.

- Ocalendário de apresentações serão disponibilizados na página do evento a partir do dia 28 de fevereiro de 2020.

- Inserido exemplos de temáticas que se encaixam em cadaeixotemático.

Para ter acesso aos detalhes das informaçõesacesse o regulamento atualizado aqui

Temáticas que podem ser acolhidas por eixo temático

Confira a ementa completa de cada eixo aqui

Eixo 1: Paradigmas compreensivos da relação campo-cidade e rural-urbana

No Eixo 1, o que interessa observar é como são explicados os fenômenos que envolvem conflitos, como eles são interpretados. Assim, se encaixam neste eixo quaisquer temas específicos que sejam explicados a partir das experiências cotidianas, por exemplo:

Movimentos sociais, organizações e experiências de coletivos; movimentos populares urbanos; Fluxos migratórios nas diversas escalas; Comunidades tradicionais e a relação campo-cidade; Cidade e contextos culturais; Identidades; Campo e contextos culturais; Apropriação dos espaços; Juventudes; Crianças; Educação popular Gestão escolar; Escola e direito à cidade; Educação socioambiental; Mundo rural; Continuum; Feminismo; Gênero; Grupos sociais de enfrentamento de políticas neoliberais; Cartografia Social; Educação no/do campo; Educação ambiental.

Eixo 2: Atingidos por grandes projetos na relação rural-urbana nas perspectivas de desenvolvimento

Diversas temáticas podem se encaixar neste eixo, como exemplo:

Sujeitos sociais atingidos por grandes projetos de empreendimentos ou construções diversas (turísticos, energéticos, mineração, transporte, mobilidade, habitação, portos, aeroportos e tantos outros tipos de empreendimentos) de caráter público e/ou privado de intervenção no espaço urbano e/ou rural e seus rebatimentos. Impactos urbano-regionais das obras do Programa de Aceleração de Crescimento- PAC no Brasil, lutas por terra e território, desterritorialização e território, violência no campo, violência na cidade, legislação ambiental na produção do espaço, cartografia estatal, direito à terra, políticas agrícola, são exemplos de temas desde que envolva a realização de grandes projeto.

Eixo 3: Conflitualidades socioambientais por territorialidades em disputa

Diversas temáticas podem se encaixar neste eixo, desde que destaquem o papel dos agentes sobre território para apropriação da natureza, como por exemplo:

Temáticas socioambientais como: geopolítica da água, mineração, agroenergia, a água como bem comum, formas de uso da água, conflitos na demarcação de terras indígenas, destruição da natureza e expulsão territorial devido aos processos de apropriação da natureza, expansão dos circuitos imobiliários para áreas não urbanas, território e conflitos socioambientais, neoextrativismo moderno-colonial, privatização da natureza, economia verde e natureza intocada como eixos de disputa no campo, etnobiologia, processos de territorialização das tecnologias, estado e políticas desenvolvimentistas, cidades sustentáveis, atlas, observatórios dos conflitos socioambientais. intolerância religiosa, ZEIS.

Eixo 4: Ruralidades e urbanidades em Políticas Públicas na América Latina

Diversas temáticas podem se encaixar neste eixo, desde que envolva políticas públicas, como por exemplo:

Políticas públicas e garantia de direitos de indivíduos no espaço rural e/ou urbano; o Estado e sua ação na construção de políticas públicas para o desenvolvimento do espaço urbano e/ou rural em diversas escalas (local, regional, global); visíveis e/ou invisíveis (indivíduos rurais e/ou urbanos, como moradores de rua, população LGBTQ+, produtores rurais, mulheres, migrantes, trabalhadores escravos, comunidades tradicionais, população de favelas e etc) em políticas públicas; Criminalidade e outros problemas urbanos e/ou rurais e suas relações com as políticas públicas; expressões socio-culturais do rural e do urbano em políticas públicas; políticas públicas em diversas escalas de ação; Políticas urbanas (habitacional, ambiental, social e etc) e seus rebatimentos; políticas rurais (acesso a crédito rural, ambiental, social e etc) e seus rebatimentos; Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial; Práticas sócio-culturais inseridas em políticas públicas.

Eixo 5: Disputas entre o rural e o urbano na expansão metropolitana

Diversas temáticas da expansão metropolitana podem se encaixar neste eixo, como por exemplo:

Geração de energia (eólica, hidrelétrica) em diferentes espaços e seus rebatimentos; dinâmica espacial contemporânea, metrópole e metropolização e seus rebatimentos; conflitos decorrentes da expansão metropolitana; ameaças, eventos e rebatimentos socioambientais no espaço metropolitano; planejamento, gestão e gerenciamento do espaço metropolitano e seus rebatimentos; desafios na produção e reprodução do espaço metropolitano; apropriação da natureza no espaço metropolitano; gentrificação; segregação socioespacial; movimentos sociais e a busca pela garantia de direitos no espaço metropolitano; direito à moradia no espaço metropolitano, Zonas Especiais de Interesse Social no espaço metropolitano; projetos de empreendimentos diversos no âmbito do espaço metropolitano e seus rebatimentos; direito a natureza no espaço metropolitano; a problemática ambiental inserida no espaço metropolitano; sustentabilidade; o rural no espaço metropolitano, o urbano no espaço metropolitano; IPTU VERDE; IPTU AMARELO; Crescimentos dos circuitos imobiliários; Redes Metropolitanas; cortiços.

Eixo 6: Intercessões entre as questões ambiental, urbana e agrária no planejamento

Diversas temáticas podem se encaixar neste eixo, desde que focalizem processos de planejamento pela conquista ou garantia de direitos, como por exemplo:

Zoneamentos ecológicos; planos municipais de mata atlântica (PMMA); projetos ambientais de recuperação e proteção aos biomas; produção de energia e seus rebatimentos; produção alimentar e sua relação com a dinâmica ambiental; planejamento ambiental; sustentabilidade; Bens comuns e recursos naturais; apropriação da natureza e seus rebatimentos; capacidade suporte natural e social em ecossistemas; experiências de ações de conservação socioambiental; a questão agrária; a questão ambiental; agricultura familiar e campesinato; a alimentação e segurança alimentar; agroecologia; economia solidária; agroecologia; agrofloresta; agronegócio; escalas de construção da soberania alimentar; geopolítica dos alimentos; geopolitica da fome; feiras livres; feiras agroecológicas; venda direta; cooperativas de consumo; certificação; cartografia social; consumo; saneamento ambiental; mudanças climáticas; direitos ambientais; direitos sociais; metodologias de avaliação de impactos ambiental; Justiça socioambiental; análise de risco e vulnerabilidade; modernização ecológica, economia verde, serviços ambientais; habitação.

Eixo 7: O rural e urbano no desenvolvimento de pequenos municípios

Todas as temáticas de pequenos municípios podem se encaixar neste eixo, como por exemplo:

Planos diretores e modelos de planejamento; novas diretrizes para a lógica de planejamento; novas estratégias e políticas para pensar a atuar nos pequenos municípios na contemporaneidade; Plano municipal; feira livre; expressão do rural e/ou do urbano no pequeno município; dinâmicas econômicas, culturais, socioambientais no pequeno município; transformações na produção e gestão do espaço do pequeno município e seus rebatimentos, seja local, regional ou global; novos papéis e lógicas do urbano e / ou rural do pequeno município; realidade e desafios no planejamento, gestão, administração e/ou gerenciamento do pequeno município; aspectos rurais e/ou urbanos (históricos, sociais, ambientais, culturais) no pequeno município; agentes e práticas de produção do espaço; conflitos socioambientais no pequeno município; potencialidades e desafios para o desenvolvimento dos pequenos municípios.

Sobre o evento

Os modos de vida rural e urbano, as diretrizes de desenvolvimento rural e urbano, as relações entre ciências, sociedade e natureza no mundo rural e no urbano, têm sido abordados pelas diferentes áreas ou disciplinas científica, predominantemente, de forma segmentada com hegemonia do urbano enquanto padrão de desenvolvimento a ser universalizado. Dito de outro modo, o processo dominante de urbanização associada à industrialização é assumido como homogeneizador socioespacial, o que, no Brasil, atribui ao urbano industrial o lugar de fala civilizatório, que produz invisibilidade do rural tanto em suas peculiaridades e sociohistoricidade quanto em suas relações com o urbano, e da cidade como processo sociohistórico cujas formação, conformação e transformação é intrinsecamente vinculado ao rural em disputa sobre a mesma base material de apropriação da terra, da natureza, da biodiversidade. Reconhece-se nessa perspectiva que aí se estabelecem dicotomias construídas teoricamente e silenciadoras da vida cotidiana, problemática cujo enfrentamento requer aliança interdisciplinar com possibilidades de transdisciplinaridade para que se efetive diálogo entre ciência e sociedade, capaz de gerar pauta de questões que ao serem problematizadas reconheçam o lugar dos modos de vida de homens e mulheres rurais e urbanos na construção virtuosa de ecodinâmicas interescalares para padrão de desenvolvimento que contemple a diversidade como inerente à conservação da vida.

O Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil (SINARUB) é fruto dos debates e das pesquisas no âmbito da Geografia, de temas que envolvem as metamorfoses da cidade e do campo, seus sentidos e significados.

O contexto desta nova edição se dá em intercâmbio com a 5° edição dos eventos Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento (SNPD) e do Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia - PURD/CAPES (EMPURD), que em sua trajetória debateu temas de ampla relevância, como governança pública, o planejamento e o desenvolvimento socioambiental e a inovação aplicada, às experiências no planejamento urbano regional e a ruralidades e urbanidades no planejamento e desenvolvimento.

Em 2020 os eventos serão realizados pelos PPG de Planejamento Ambiental e o de Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social da Universidade Católica do Salvador, de forma integrada e continuada do Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil (SINARUB), do Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento (SNPD) e do Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia -PLURD/CAPES (EMPURD).

Submissão de artigos

- Os artigos serão recebidos entre o período de 01 de julho de 2019 a 31 de outubro de 2019 20 de dezembro de 2019, precisamente até 23 horas e 59 minutos.

- Os artigos deverão ser submetidos exclusivamente no site do evento (Submissão de trabalhos), seguindo rigorosamente as especificações do regulamento de submissão e dos procedimentos previstos no próprio sistema.

- Os trabalhos deverão estar dentro de um dos eixos temáticos descritos no regulamento de inscrição.

- Regulamento de submissão está disponível na página de formulários e regulamentos deste site.

- O uso do template disponível no site do evento é obrigatório e está disponível na páginaArquivodeste site.

Revistas parceiras

Até o momento o VI SINARUB / V SNPD / V EMPURD conta com a parceria de 5 periódicos que irão acolher os artigos indicados pelo comitê científico após seleção. São eles:Revista Brasileira de Planejamento e Desenvolvimento / UTFPr, Revista Política e Planejamento Regional / IPPUR-UFRJ, Revista Geonordeste / UFS, Revista Rural & Urbano / UFRPE, Caderno do Centro de Estudos e Ações Sociais - CEASe Geoingá - Revista do Prograna de Pós-Graduação em Geografia.

A participação na seleção para publicação em periódicos é opcional, cabendo ao inscrito apontar no ato da submissão do artigo. Maiores informações no Regulamento de Submissão de artigos, disponível na página Arquivo.

Circuitos Científicos

No dia 16 de maio de 2020 (sábado) acontecerão os circuitos científicos do evento, onde serão visitadas áreas selecionadas com destinos e temáticas diferentes, representativas da diversidade que constitui o rural e o urbano da Região Metropolitana de Salvador. Somente inscritos no evento poderão comprar o passaporte que dará direito à participação na atividade.

Os inscritos no evento receberão comunicado por e-mail avisando a abertura das inscrições, bem como as informações sobre os circuitos.

Sobre as inscrições

- As inscrições ocorrerão durante o período entre 1 de julho de 2019 e 15 de maio de 2020 (até às 12h) somente neste site.

- O regulamento de inscrição está disponível na página deArquivo deste site.

- Os preços das inscrições obedecem aos critérios de categorias, períodos e combo, conforme tabela abaixo:

.

Camisa oficial do evento

- Será comercializada antecipadamente dentro das inscrições na modalidade combo.

Empenho e solicitação de isenção para representantes de movimentos sociais

- Representantes de movimentos sociais poderão solicitar pedido de isenção no pagamento de inscrições. Verificar as condições necessárias no regulamento de inscrições que está disponível na páginaArquivo deste site.

- A modalidade empenho está disponível na inscrição.

Modalidades de atividades

Conferência de abertura:exposição a partir do tema do evento para contribuir com o desenvolvimento dos trabalhos.
Mesas Redondas:constituem o espaço para o debate teórico político plural, envolvendo diferentes paradigmas, áreas do conhecimento, instituições, e pesquisadores de diversas regiões brasileiras e de várias partes do mundo.
Comunicações de Eixo Temático: são espaços para apresentação de trabalhos científicos selecionados pelo Comitê Científico.
Circuitos Científicos: visitas a áreas selecionadas, representativas da diversidade que constitui o rural e o urbano da Região Metropolitana de Salvador.
Rodas de Conversa: são espaços de expressão e diálogo entre os modos de vida das comunidades e a produção científica engajada.
Fórum de Experiências em Observatórios: reúne pesquisadores envolvidos com pesquisa e extensão em situações de conflitualidade.
Mesa de encerramento: exposições que finalizam o evento para contribuir com a construção de problemáticas de pesquisas e de políticas públicas.
Mostras de vídeos/documentários:espaços alternativos, para exposição de vídeos e/ou documentários alinhados com o conteúdo do evento.

Comissão Científica

- A comissão científica é formada por professores doutores de diversas instituições de ensino superior do país.

- A lista está disponível na página Comissão Científica

Programação

Programação

13h00 Credenciamento Credenciamento
Local: Hall do prédio A
14h00 Roda de Conversa 1: TEMA A DEFINIR Roda de Conversa
Local: A definir
14h00 Roda de Conversa 2: TEMA A DEFINIR Roda de Conversa
Local: A definir
16h00 Lanche Coffee break
Local: Hall do prédio A
17h00 Apresentação Cultural Festa
Local: A definir

Abertura oficial do VI SINARUB/ V SNPD/ V EMPURD

Mesa de instalação do evento

Coordenação:

Prof. Dr. Moacir Tinôco

Às 18h30 - Auditório Inferior A

Conferência de Abertura

O Rural e o Urbano na obra de Milton Santos 

Conferencista:

Prof. Dr. Pedro de Almeida Vasconcelos (UCSAL/UFBA)

Às 19h00 - Auditório Inferior A

Coquetel e lançamento de livros

Às 20h30 - A definir
13h00 Roda de Conversa 3: TEMA A DEFINIR Roda de Conversa
Local: A definir
13h00 Roda de Conversa 4: TEMA A DEFINIR Roda de Conversa
Local: A definir
13h00 Mostra de vídeo /documentário Apresentação Artística
Local: Sala Google
15h30 Sessões de comunicação Apresentação de Artigos
Local: A definir
18h00 Lanche Coffee break
Local: Hall do prédio A

Mesa 1

Identidades rural e urbana em luta política emancipatória nos marcos da democratização do Brasil

 

Coordenação: 

Profa. Dra. Glaucia Assis (UDESC)

Palestrantes:

Profa. Dra. Cátia Antônia da Silva (UERJ)

Prof. Ms. Paulo Rosa Torres (UEFS)

Às 19h00 - Auditório térreo (Prédio A)

Mesa 3

Educação do campo: vida cotidiana dos sujeitos rurais sob ideário urbano

Coordenação:

Profa. Dra. Rosana Badalotti (UNOCHAPECÓ)

Palestrantes:

Profa. Dra. Janeide Bispo dos Santos (UNEB)

(A confirmar)

(A confirmar)

Às 19h00 - Auditório da pós-graduação (Prédio C)

Mesa 2

O desenho da cidade, a paisagem e as características ambientais no desenvolvimento municipal e metropolitano

Coordenação:

Prof. Dr. Rainer Randolph (UNOCHAPECÓ/IPPUR)

Palestrantes:

Prof. Dr. Glaucio José Marafon (UERJ)     

Prof. Dr. Luís Antônio de Souza (UNEB)

Profa. Dra. Mariana Zerbone Albuquerque (UFRPE)              

Às 19h00 - Auditório 1° Andar (Prédio A)
13h00 Roda de Conversa 5: TEMA A DEFINIR Roda de Conversa
Local: A definir
13h00 Roda de Conversa 6: TEMA A DEFINIR Premiação
Local: A definir
13h00 Mostra de vídeo /documentário Apresentação Artística
Local: Sala Google
15h30 Sessões de comunicação Apresentação de Artigos
Local: A definir
17h30 Lanche Coffee break
Local: Hall do prédio A
20h00 Painel de Encerramento Encerramento
Local: A definir

Encontro dos Mestrados Profissionais - PUR/D - CAPES

Às 15h00 - Auditório da pós-graduação (Prédio C)

Mesa 4

Planejamento Territorial e Ambiental: processos político-sociais no enfrentamento da expropriação material, simbólica
ou histórica

Coordenação

Profa. Dra. Isa Rocha (UDESC)

Palestrantes:

Prof. Dr. Eduardo Meirelles (UEMG)

Profa. Dra.Hingryd Inácio Freitas (IFBA)

(A confirmar)

 

 

Às 18h00 - Auditório da pós-graduação (Prédio C)

Mesa 5

Ruralidades e Urbanidades em Políticas Públicas na América Latina: o lugar do público alvo

Coordenação:

Profa. Dra. Rita Carvalho (UEMG)

Palestrantes:

Profa. Dra.  Dunia Comerlatto (UNOCHAPECÓ)

(A confirmar)

(A confirmar)

Às 18h00 - Auditório 1° Andar (Prédio A)

Mesa 6

Disputas entre o rural e o urbano na expansão metropolitana: o pretexto da matriz energética

Coordenação:

Prof. Dr. Ricardo L. Torres (UTFPr)

Palestrantes:

(A confirmar)

(A confirmar)

(A confirmar)

Às 18h00 - Auditório térreo (Prédio A)

Mesa de encerramento

O rural e o urbano na história resiliente dos movimentos sociais na formação do Brasil

Coordenação: Cristina Maria Macêdo de Alencar (UCSAL)


Palestrantes: Júlio César Suzuki (USP), Pedro Lima Vasconcelos (UFAL)

Às 20h00 - Auditório térreo (Prédio A)

Trabalhos de Campo

Em breve estará disponível a lista com os roteiros e abertura de inscrições para os inscritos no evento.

Às 12h00 - A definir

Local

Universidade Católica do Salvador - Campus Pituaçu - 41740-090, Avenida Professor Pinto de Aguiar, Pituaçu, Salvador, Bahia,

Instituição realizadora e sede

Organização

Colaboradores

Apoio

Revistas Parceiras

Organizador

Comissão Organizadora do VI SINARUB / V SNPD / V EMPURD

PRORROGAMOS o prazo de submissão de artigos! Veja também as alterações no regulamento de submissão.